-->

Jovens são o foco da 2ªetapa da campanha contra o sarampo; veja como será vacinação no Centro-Oeste de MG

18 Novembro 2019

Em Divinópolis, Formiga e Itaúna todos os postos de saúde contam com vacinas disponíveis. Nesta fase devem se vacinar jovens de 20 a 29 anos. Vacinação contra o sarampo
entra na segunda fase Prefeitura de Divinópolis/Divulgação A segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começou em todo país nesta segunda-feira (18), com foco em jovens e adultos. Veja abaixo como as cidades de Divinópolis, Formiga e Itaúna se programaram para esta fase, que segue até o dia 30 de novembro. A primeira fase da campanha, ocorrida em outubro, contemplou crianças entre seis meses de vida a menores de cinco anos de idade. Agora, a segunda etapa é voltada aos jovem com idade entre 20 e 29 anos, como pontua o Ministério da Saúde (MS). Ainda segundo o Ministério da Saúde, está prevista a entrega de mais de quatro milhões de doses pelos fornecedores, que serão enviadas aos estados conforme a necessidade, totalizando 11,3 milhões de doses extras. Tanto a tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), quanto a tetravalente (evita, além das três, a catapora), são disponibilizadas gratuitamente à brasileiros com até 49 anos, na rede pública de saúde, durante todo o ano, independente de surtos. A recomendação é manter em dia o cartão de vacinação. Divinópolis Em Divinópolis, as vacinas estão disponíveis em todas as unidades de saúde do município e são aplicadas entre 8h e 16h30. O "Dia D" contra o sarampo será no dia 30 de novembro. "Os adultos nesta faixa etária precisam procurar uma unidade saúde mais próxima portando cartão de vacina e tem de se certificar de que todas as doses estão em dia", afirmou o secretário municipal de Saúde, Amarildo de Souza. Formiga No município de Formiga o "Dia D” será realizado em todos os postos de saúde abertos para aplicação das doses em jovens que não foram imunizados durante a semana. A coordenadora do setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde, Ana Dalva Costa, ressaltou que a vacina contra o sarampo, a tríplice viral, é de rotina e também está disponível em todos os postos de saúde durante todo o ano. “A Campanha Nacional contra o Sarampo neste ano é seletiva e tem como objetivo bloquear o avanço da doença em todo o país”, alertou. Caso registrado em Itaúna Itaúna também participa da segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo. A vacina estará disponível em todas as unidades básicas de saúde, das 7h às 16h. Na cidade foi confirmado um caso da doença no dia 19 de setembro. Com isso, se tornou a primeira cidade da região Centro-Oeste de Minas a confirmar um caso de sarampo este ano. A confirmação ocorreu por meio de técnica laboratorial de sorologia. O boletim afirma que o caso foi importado de São Paulo. Na ocasião, a Prefeitura informou que a paciente é uma jovem de 20 anos que deu entrada no pronto-socorro do Hospital Manoel Gonçalves no dia 8 de agosto. Conforme a Secretaria Estadual de Saúde, a paciente recebeu a vacina para impedir a evolução da doença. Após ter sido acompanhada, ela teve alta. Logo apos o registro do caso o município intensificou a vacinação contra a doença. Boletim Sarampo Na última quinta-feira (14), a Secretaria de Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou um novo boletim epidemiológico de sarampo. A região Centro-Oeste permanece com apenas dois casos confirmados da doença em 2019. O segundo caso confirmado na região foi em Nova Serrana, conforme o boletim divulgado no dia 23 de outubro. Na ocasião, a Secretaria de Saúde da cidade informou através de nota que o caso foi registrado em um menino de um ano. Segundo a pasta, quando o caso ainda era considerado suspeito, foi realizado o bloqueio vacinal na creche em que a criança frequenta, na residência que mora, bem como nas residências do quarteirão. O local de atendimento da criança não foi informado. Sarampo Sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus. A transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. Qualquer indivíduo que apresentar febre e manchas no corpo (exantemas) acompanhado de tosse, coriza ou conjuntivite deve procurar os serviços de saúde para a investigação, principalmente aqueles que estiveram nos 30 dias anteriores em viagem a locais com circulação do vírus. Casos suspeitos devem ser informados imediatamente à Secretaria Municipal de Saúde. A mais efetiva forma de prevenção é a vacinação. Para ser considerada vacinada, a pessoa precisa ter o registro em caderneta de vacinação conforme esquema vacinal.

Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 1704 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree