-->

Dia da Consciência Negra: data não é considerada feriado no Centro-Oeste de MG; veja programação cultural em algumas cidades

19 Novembro 2019

Nesta quarta-feira (20) é celebrado Zumbi dos Palmares, famoso líder negro que foi capturado e morto em 1695. As cidades de Divinópolis, Pará de Minas, Piumhi, Formiga e
Arcos divulgaram como será a comemoração. Nesta quarta-feira (20) é celebrado o Dia da Consciência Negra Fernando Frazão/Agência Brasil Nesta quarta-feira (20), data em que se celebra o Dia da Consciência Negra, em referência à morte de Zumbi dos Palmares, diversas cidades do país contam com atividades comemorativas e também com feriado municipal, estadual ou ponto facultativo. Na região Centro-Oeste de Minas, o G1 fez levantamento de 20 cidades e, em nenhuma delas, a data é resguardada como feriado. Contudo, algumas têm atividades comemorativas. Veja a programação em Pará de Minas, Piumhi e Arcos. Divinópolis Em Divinópolis, a Secretaria Municipal de Cultura realizará nesta quarta-feira (20), homenagem aos servidores municipais negros, em referência ao Dia Nacional da Consciência Negra. Segundo divulgado pela Prefeitura, às 14h30, no hall de entrada do Centro Administrativo, será realizada a abertura de uma exposição com fotos e um breve currículo de 17 homenageados, que segue até o dia 22. Já no próximo domingo (24), haverá a Festa da Cultura Negra. Entre as atrações estão shows, artesanato, capoeira, hip-hop e oficinas a partir das 10h, na Praça do Santuário. Segundo a Prefeitura, os artistas musicais são: Tia Elza, Negra Val, Tripulantes do Samba, Raciais do Samba, Trutas, Barteria e Yeda Labrunie . O coordenador da Festa da Cultura Negra, João Batista, afirmou que o evento é uma forma de interação e também mostrar a importância dos negros para construção do país. “Nossa intenção refletir sobre a importância do negro na construção do país. Vamos mostrar como os negros foram importantes para o fortalecimento da cultura em Divinópolis”, destacou o coordenador, João Batista. O evento tem apoio do Movimento Negro Unificado de Divinópolis (Mundi), Chá das Pretas, Grupo Kianga, 48º Subseção de Divinópolis da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Câmara Municipal e Movimento Gay de Divinópolis (MGD). Pará de Minas Em Pará de Minas, a Casa da Cultura abriu uma exposição com elementos da cultura afro-brasileira. A "Feira Preta" já recebe visitantes e estará aberta até a próxima sexta-feira (22), das 8h às 16h. As escolas que tiverem interesse em levar os estudantes precisam agendar a visita. A feira é uma mostra de trabalhos artesanais e acervos históricos que buscam resgatar as memórias afro-brasileiras, segundo a coordenadora do grupo Dandara - importante frente de valorização afro-brasileira de Pará de Minas, Cida Penha. “A abertura dessa exposição é um fato inédito pra nós em Pará de Minas. O objetivo da feira é mostrar que todas as pessoas têm uma cultura e hoje nós queremos mostrar a cultura negra. As histórias de crianças, pais, avós, reis negros. Além da culinária repleta de comidas gostosas que vieram da senzala e hoje estão nas mesas de todo mundo”, disse. A Casa de Cultura fica na Praça Torquato de Almeida, nº 26 , Centro. Formiga ‘Morro das Balas’ em Formiga Prefeitura de Formiga/Divulgação Em Formiga, será realizado um evento alusivo ao Dia da Consciência Negra, a partir das 9h, no 'Morro das Balas’. Na ocasião, ela receberá uma placa de identificação. Ainda haverá apresentação de capoeira e um simbólico tiro de morteiro, cuja munição será uma pequena pedra que pode ser encontrada na localidade. De acordo com a Prefeitura, registros históricos apresentam que os escravos que viviam na região usavam as pedras para munir as suas armas e, foi a partir disso, que existiu a origem o nome “Moro das Balas”. De acordo com o secretário de cultura, Alex Arouca, caso amanheça chovendo, a celebração poderá ser transferida para outra data, uma vez que o local é de difícil acesso e o evento será realizado ao ar livre. Piumhi O Conselho Municipal da Promoção da Igualdade Racial de Piumhi (Compir), juntamente com o Departamento Municipal de Cultura, e em parceria com a Secretária de Turismo e o Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG), realiza até o próximo dia 21 a atividade nomeada de "Semana da Diversidade", em homenagem ao Dia da Consciência Negra. A presidente da Compir, Maria Aparecida de Cássia, acredita que esse trabalho é de grande relevância, sendo o principal objetivo a interação com a comunidade. “Nos estamos levando a população para mostrar esse trabalho e ressaltar que existem pessoas que se importam com a causa. Aproveitamos o feriado para dar oportunidade aos turistas que estiveram na cidade, para mostrar que estamos em festa e para conhecer a história, a cultura e origem do negro”, ressaltou a presidente. Maria Aparecida enfatizou, ainda, sobre a importância de as escolas em trabalharem sobre esse assunto com as crianças e os jovens. "Para o Departamento de Cultura, a Consciência Negra, além de representar a luta dos negros contra a discriminação racial e a desigualdade social, também é uma expressão que designa a percepção histórica e cultural que os negros têm de si mesmos. Sendo assim, essa é uma data cultural marcante e importante de ser lembrada e comemorada", finalizou. Programação Quarta-feira(20)– Campus IFMG A partir das 7h30 – Oficinas Internas: Jogos e brincadeiras afro-brasileiras e stencil em camisetas 15h – Caminhada da Igualdade Racial partindo da feira livre 18h – Palestra sobre Diversidade e Consciência Negra dos representantes do COMPIR 18:30h – Roda de Capoeira – Associação de Capoeira Arte e Liberdade Quinta-feira (21) – Casa da Cultura 19h – Homenagem ao casal Geraldo Tomaz da Silva e Romilda de Oliveira Silva 19h30 – Apresentação do Grupo de Seresta de Minas – Piumhi Arcos Em Arcos, haverá uma manifestação cultural na pista de skate, com apresentação de capoeira, congado música e exposição de artistas negros. A ação começa a partir das 18h, na Rua Felisbina Vieira esquina com rua São Geraldo, no Centro. Divulgação Dia da Consciência Negra em Arcos Prefeitura de Arcos/Divulgação Dia da Consciência Negra Em todo o Brasil, o Dia da Consciência Negra nasceu após a sanção da Lei 12.519 pela então presidente da República Dilma Rousseff, que na ocasião priorizou a data de aniversário de morte de Zumbi dos Palmares, ou seja, 20 de novembro. Em estados que não aderiram à lei a responsabilidade, como Minas Gerais, cabe à Câmara de Vereadores de cada município decidir se há ou não feriado. Em cidades como Uberlândia, por exemplo, já chegou a existir feriado, mas a data já foi retirada do calendário. Zumbi dos Palmares Zumbi foi o último líder do Quilombo dos Palmares Antônio Parreiras/Domínio Público Nascido no quilombo de Palmares, atual União dos Palmares, em Alagoas, em 1655, Zumbi foi capturado ainda criança e entregue a um missionário português. Zumbi é batizado de Francisco e aprende português e um pouco de latim. Apesar de ser bem tratado pelo padre, Zumbi resolve voltar para Palmares quando completa 15 anos, a fim de viver em sua terra natal. Aos 17 anos, se torna general em armas do quilombo, uma espécie de ministro de guerra nos dias de hoje. Com a morte do antigo líder do quilombo, Ganga Zumba, em 1679, Zumbi se transforma no líder de Palmares. Em 1694, o bandeirantes Domingos Jorge Velho recebe a incumbência de atacar Palmares e destruir o quilombo. Quase dois anos depois da batalha, Zumbi foi traído por um de seus principais comandantes, Antônio Soares, que trocou sua liberdade pela localização do esconderijo de Zumbi. O mais famoso líder de Palmares é capturado e morre no dia 20 de novembro de 1695. Seu corpo foi esquartejado e sua cabeça, transportada para Recife, onde ficou exposta em praça pública até sua completa decomposição, com o intuito de desmentir a lenda popular de que Zumbi dos Palmares buscar seria imortal.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree