-->

Chuva causa alagamentos e estragos em cidades do Centro-Oeste

25 Janeiro 2020

Pelo menos, uma pessoa ficou ferida depois que uma casa desabou em Divinópolis. Foram registrados inundações, quedas de árvores e destelhamentos em oito municípios entre a noite de sexta-feira
(24) e manhã deste sábado (25). Volume de água do Rio Itapecerica em Divinópolis subiu para 80 centímetros neste sábado Mariana Milagre/G1 As chuvas intensas que caíram na Região Centro-Oeste de Minas causaram problemas em pelo menos oito cidades, da noite desta sexta-feira (24) a manhã deste sábado (25). Para esse final de semana ainda há previsão de chuvas na região. Por causa disso, um alerta laranja, que representa perigo, foi emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), com mais de 30 cidades que poderiam ser afetadas. Confira a lista completa das cidades. Segundo ainda o alerta, deve chover entre 30 e 60 milímetros por horas neste sábado. “A frente fria que está atuando em Minas Gerais nas últimas 24h devido à formação de um centro de baixa pressão na região Sudeste do estado converge muita umidade da Amazônia sentido Oceano Atlântico”, explicou o climatologista Ruibran dos Reis. Conforme dados da estação do Climatempo, nesta semana o termômetro variou entre 19°C e 26°C. A umidade relativa do ar aumenta em relação aos últimos dias, ficando em torno dos 85% pela manhã e baixa para 45% no decorrer do dia. Destelhamento e desabamento de casas, inundação de vias e transbordamento de córrego foram alguns dos problemas registrados pelas cidades por causa das chuvas. Confira abaixo a situação dos municípios. Divinópolis Em Divinópolis, a chuva desta quinta, alagou vários pontos, incluindo a região do Bairro Bom Pastor. Ruas próximas ao Hemominas ficaram intransitáveis. De acordo com a Defesa Civil, nos últimos três dias choveu mais de 230 milímetros na cidade. Na MG-050, próximo de onde está a construção da Trincheira que ligará os Bairros Alvorada e Serra Verde, a pista ficou alagada na noite desta sexta-feira (24). Parte da terra das obras desceu. Na manhã deste sábado (25), boa parte da água já havia escoado, mas ainda há muita terra na pista. Conforme a Defesa Civil, o Rio Itapecerica em Divinópolis, subiu nos últimos três dias 1,10cm. Na madrugada deste sábado (25) choveu na cabeceira do rio em Itapecerica e por causa disso, a Defesa Civil cogita que haja outro aumento de elevação do rio. Uma nova medição será feita na tarde deste sábado. Uma casa desabou nesta sexta-feira (24) e uma idosa ficou ferida no Bairro Mangabeiras. A vítima foi atendida pelo Samu e levada pelo Corpo de Bombeiros até o Complexo de Saúde São João de Deus. De acordo com militares, além dela, o marido também estava na casa. O idoso de 82 anos conseguiu sair a tempo e não foi atingido pelos escombros. O local está interditado. Um Plano de Ação da Defesa Civil em conjunto com órgãos de segurança da cidade está em andamento, para resolver problemas relacionados à chuva no município. Desde a quinta-feira (23) equipes vistoriam pontos considerados críticos na cidade. Um carro foi arrastado pela enxurrada na Zonal Rural da cidade. A Central de Regulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu-Oeste) recebeu o chamado na noite desta sexta-feira. De acordo com o solicitante, um carro havia sido arrastado pela enxurrada, a equipe não encontrou vítimas no local. Casa desabou no Bairro Mangabeiras em Divinópolis Mariana Milagre/G1 Nova Serrana Em Nova Serrana, dezenas de ruas ficaram alagadas conforme os bombeiros. A TV Integração recebeu imagens de moradores que mostraram a situação em pontos da cidade, na Avenida Dom Cabral por exemplo, a água foi tão intensa que arrastou uma motocicleta. Um dos muros do Clube Araguaia desabou, mas ninguém ficou ferido. A água também invadiu um galpão de uma fábrica de calçados. A cidade também registrou quedas de árvores. Na BR-469 entre Nova Serrana e Conceição do Pará, parte da pista foi interditada na manhã deste sábado, segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMR), um dos lados da pista o asfalto cedeu. O trânsito está em meia pista, e funciona no sistema “Para e Siga”. Parte da BR-494 cedeu neste sábado (25) no sentindo a Nova Serrana Flaviane Oliveira/G1 Conceição do Pará Em Conceição do Pará, o nível do rio subiu e invadiu casas na noite desta sexta-feira (24) e madrugada desta sábado (25). Imagens enviadas a TV Integração pelo morador Lázaro Oliveira, mostram a situação das residências que foram inundadas. No registro feito pelo morador, mostra ainda um carro foi tomado pela água. Segundo os Bombeiros, não há registros de pessoas feridas por causa de ocorrência envolvendo as chuvas. Itaúna Em Itaúna, o nível do Rio São João subiu nesta sexta-feira (24). A Prefeitura informou que o leito transbordou e vários trechos da Avenida São João foram interditados. Os pontos considerados críticos eram a rodoviária e os fundos do Hospital Manoel Gonçalves. Problemas também foram registrados na Avenida Walter Mendes Nogueira. A barragem do Benfica, transbordou na manhã desta sexta-feira. De acordo com a Prefeitura, as comportas foram abertas nesta quinta-feira (23), mas a barragem não suportou o volume de água. Ainda segundo a Prefeitura, a grande quantidade de chuva que atingiu a região da Cachoeira dos Chaves nas últimas horas, colaborou para que a barragem transbordasse, pois impacta diretamente o Rio São João. Barragem Benfica transbordou nesta sexta-feira (24) em Itaúna Reprodução/ Tv Integração Formiga Em Formiga, algumas vias tiveram as pedras do calçamento arrancadas pela chuva neste sexta-feira (24). Neste sábado (25), a Prefeitura informou que aproveita a pausa das chuvas para recompor as vias que foram destruídas. Segundo ainda o Executivo, a chuva de ontem gerou preocupação na cidade, mas todos os pontos conspirados críticos estão sendo monitorados pela Secretaria de Gestão Ambiental e Defesa Civil. O Corpo de Bombeiros informou que foram registrados pelos menos seis chamados para retirada de árvores que caíram em vias públicas. Vias são recompostas após chuvas em Formiga Prefeitura de Formiga/Divulgação Pompéu Em Pompéu, o Córrego Mato Grosso, na região central, transbordou e atingiu quatro residências do Bairro São Franciso na quinta-feira (23). Uma outra residência do Bairro Morro Doce também foi prejudicada pelas águas da chuva. Os moradores foram socorridos pela Defesa Civil, Polícia Militar e vizinhos, passaram por atendimento psicológico e de assistência social e receberão todo o acompanhamento necessário. Ninguém se feriu. Das famílias afetadas quatro delas estão em casas de familiares e apenas uma precisou ser acolhida neste sábado (25), pela Secretaria de Desenvolvimento Social. De acordo com a Prefeitura, apesar do nível do córrego ter reduzido a orientação é de que essas pessoas não retornem às residencias enquanto houver previsão de mais chuvas. Não há registro de pontes ou ruas interditadas. A Prefeitura disse ainda que tem orientado a população acerca dos cuidados a serem tomados durante as chuvas intensas, como por exemplo não sair de casa na hora da chuva, evitar áreas de risco, não colocar lixo nas calçadas e evitar contato com água de inundação. Um número de telefone foi disponibilizado para que a população informe imediatamente sobre riscos de alagamento residencial e desabamento, Disque Emergência 37 99823-2106.

Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 5301 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree