-->

Adolescente suspeito de esfaquear outro é ouvido pela Promotoria de Infância e da Juventude em Divinópolis

20 Fevereiro 2020

Agressor está no Centro Socioeducativo da cidade; vítima foi atingida por golpes de canivete na cabeça, peito e barriga após discussão nesta quarta-feira (19). Imagem mostra adolescente esfaqueado correndo
e sangrando em Divinópolis Reprodução/TV Integração O adolescente suspeito de ter esfaqueado outro menor de idade, nesta quarta-feira (19), foi ouvido pela Promotoria de Infância e da Juventude nesta quinta (20). A vítima segue internada no Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD) após ser atingido por golpes de canivete na cabeça, peito e barriga. Os dois adolescentes têm 16 anos. Segundo o promotor Carlos José e Silva Fortes, o adolescente não negou ter dado os golpes na vítima. Ele já foi processado pelo Ministério Público por ato infracional e voltou para o Centro Socioeducativo de Divinópolis. “O juiz tem agora 45 dias para marcar a audiência. Na parte da tarde já demos entrada no processo de aplicação de medidas socioeducativas”, explicou. Discussão A agressão ocorreu por volta das 12h, na região da Rua Itapecerica, no Centro de Divinópolis. Segundo a Polícia Militar (PM), um adolescente de 16 anos teria agredido um outro, da mesma idade, com golpes de canivete. Pessoas que passavam pelo local gravaram a confusão e nas imagens é possível ver a vítima correndo e sangrando, enquanto uma briga continua. O desentendimento entre os adolescentes teria começado mais cedo. “O adolescente vítima saiu da escola que estava e foi para a escola do adolescente infrator para tirar satisfações, pois o suspeito estaria provocando e passando a mão em uma aluna que é amiga da vítima. A menina estuda no mesmo colégio do adolescente infrator. Ao tirar satisfações, os dois menores entraram em luta corporal e, em determinado momento, o suspeito retirou um canivete e desferiu golpes contra a vítima”, explicou o cabo da PM, Marcos Siqueira. O suspeito usou um canivete e desferiu três golpes na vítima, atingindo a cabeça, peito e barriga da vítima. O agressor fugiu, mas foi encontrado pela polícia em casa e levado para a delegacia. Em depoimento ele disse que tem o hábito de usar canivete. A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada para o CSSJD. Nesta quarta, a assessoria de comunicação do hospital informou ao G1 que não está autorizada a passar o estado de saúde da vítima.

Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree