-->

Bombeiros e Defesa Civil registram ligações de moradores sobre possíveis novos tremores de terra em Muriaé

25 Fevereiro 2020

No entanto, o Laboratório Sismológico de Brasília ainda não confirmou o fato. Na última sexta-feira (21), dois abalos atingiram o município. G1 entrou em contato com os órgãos envolvidos.
Bombeiros foram acionados por moradores informando novos abalos em Muriaé Silvan Alves/Reprodução O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil de Muriaé registraram, na madrugada desta terça-feira (25), ligações de moradores informando sobre novos possíveis tremores de terra em Muriaé. Na última sexta (21), o G1 mostrou que o Laboratório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB) confirmou que dois abalos atingiram o município. O G1 entrou em contato com a UnB nesta terça para saber se a instituição catalogou novos tremores de terra, mas as ligações não foram atendidas. O G1 também acessou o site que monitora a situação dos abalos, entretanto não foi lançado nenhuma nova situação em Muriaé, até a última atualização desta matéria. Nesta terça (25), o site da UnB informa os últimos tremores registrados na sexta-feira (21) UnB/Reprodução Tremores de terra são registrados em Muriaé Novas ligações De acordo com o soldado Max William do Corpo de Bombeiros, os militares receberam vários chamados sobre o ocorrido durante a madrugada desta terça-feira. "A gente passou orientações para os moradores. Foram os mesmo bairros de sexta-feira. Como Barra e União", explicou. Segundo Max William, autoridades do Executivo estiverem presentes no Batalhão da corporação para conversar com os bombeiros na manhã desta terça-feira. O G1 entrou em contato com a assessoria da Prefeitura de Muriaé para mais informações sobre o encontro, mas até a última atualização desta matéria, não houve retorno. Conforme o agente da Defesa Civil de Muriaé, Raphael Anselmo, o órgão recebeu 40 ligações no intervalo de uma hora. "Tentamos contato com o pessoal da UnB de madrugada, mas devido ao horário não conseguimos. Porém, no programa deles na internet, não foi registrado um novo abalo. Pode ter sido um bem abaixo da sexta-feira. Mas até o momento não conseguimos", finalizou. Conforme o agente da Defesa Civil, os moradores dos bairros Aeroporto, São José, Planalto, Safira, União, Gaspar e Barra ligaram para o órgão. Tremores confirmados Dois tremores de terra foram registrados na tarde da última sexta-feira, em Muriaé. Segundo o UnB, um abalo atingiu a magnitude de 2,4 graus na Escala Richter e outro 2,2 graus. Na ocasião, os tremores foram sentidos principalmente nos bairros Barra, Gaspar, Dornelas, Aeroporto, União, São José, Planalto e São Joaquim. Tremores foram registrados na tarde de sexta-feira em Muriaé Observatório Sismológico/Reprodução Escala Richter Criada em 1935 pelo sismólogo americano Charles F. Richter, integrante do Instituto de Tecnologia da Califórnia, a escala Richter foi desenvolvida para medir a magnitude dos terremotos, que consiste no ato de quantificar a energia liberada no foco do terremoto. A escala Richter se inicia no grau zero e é infinita (teoricamente). Um dos fatores é que ela se baseia em um princípio logarítmico, ou seja, um terremoto de magnitude 6, por exemplo, produz efeitos dez vezes maiores que um outro de 5, e assim sucessivamente. Veja mais: Magnitude menor que 2: tremores captados apenas por sismógrafos; Magnitude entre 2 e 4: impacto semelhante à passagem de um veículo grande e pesado; Magnitude entre 4 e 6: quebra vidros, provoca rachaduras nas paredes e desloca móveis; Magnitude entre 6 e 7: danos em edifícios e destruição de construções frágeis; Magnitude entre 7 e 8: danos graves em edifícios e grandes rachaduras no solo; Magnitude entre 8 e 9: destruição de pontes, viadutos e quase todas as construções; Magnitude maior que 9: destruição total com ondulações visíveis.

Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree