-->

Estudantes de engenharia do Sul de MG criam projeto de recargas de bateria em eventos

29 Março 2020

O projeto, nomeado ChargeMe, consiste em empréstimos de baterias portáteis a pessoas em eventos, para que não fiquem sem seus aparelhos celulares. Três estudantes de Engenharia de Telecomunicações criaram
um projeto de recargas de baterias em eventos. A ideia foi desenvolvida pelos alunos do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel) Vinícius Bottini Jardim, Pedro Lopes de Oliveira e Lucas Feroldi Pereira sob orientação de professores. O projeto, nomeado ChargeMe, consiste em empréstimos de baterias portáteis a pessoas em eventos, para que não fiquem sem seus aparelhos celulares. A bateria é entregue mediante o pagamento do aluguel mais um valor provisório que é reembolsado no momento da devolução da bateria. “É algo simples, porém inovador. Temos toda uma estrutura composta por estações de baterias portáteis, onde os usuários podem realizar o aluguel de baterias portáteis muito finas e leves”, conta um dos idealizadores do projeto Lucas Feroldi Pereira. Estação de baterias do projeto ChargeMe de Santa Rita do Sapucaí (MG) ChargeMe A faculdade possui um programa chamado Incubação de Startups, que dá suporte à disciplina de Empreendedorismo e Inovação, na qual a ideia foi criada. Ele possui três fases: ideação, pré-incubação e incubação. A iniciativa dos alunos, que está na fase de ideação, agora recebe total apoio para que se torne uma empresa. “Nossos alunos são instigados a identificar necessidades na sociedade, depois analisar se a necessidade é uma oportunidade de mercado. Na sequência trabalhar possíveis soluções que satisfaçam àquela necessidade e finalmente trabalhar na modelagem de um novo negócio”, explica um dos orientadores Rogério Abranches da Silva, que leciona a matéria de Empreendedorismo e Inovação. Prezando pela liberdade e mobilidade, o projeto evita a necessidade do usuário ficar preso ao lado de uma tomada. As baterias são emprestadas geralmente pelo período de três horas e com isso há a possibilidade de tirar fotos, acionar serviços on-line, realizar pesquisas, efetuar ligações e enviar mensagens, sem preocupações quanto a carga. “Atualmente, trabalhamos com eventos, festivais e feiras. Em fevereiro, nós trabalhamos no Carnaval, em Santa Rita do Sapucaí. Nosso serviço estava à disposição dos foliões para mantê-los conectados. E estamos expandindo as operações, com o objetivo de viabilizar novas parcerias e atingir grandes centros urbanos”, explicou Lucas. *estagiária sob supervisão de Fernanda Rodrigues Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree