-->

Extrema libera abertura do comércio e mantém toque de recolher

29 Março 2020

Horários e medidas de segurança foram estipuladas pela prefeitura. Eventos continuam suspensos na cidade, que tem um caso confirmado do novo coronavírus. Extrema flexibiliza abertura do comércio em
meio à pandemia do novo coronavírus Lucas Soares / G1 A Prefeitura de Extrema (MG) flexibilizou a abertura do comércio na cidade e impôs medidas de segurança e higiene para que os estabelecimentos possam funcionar. Com um caso de coronavírus confirmado e 22 suspeitas de infecção, a administração municipal manteve o toque de recolher, proibindo a circulação de pessoas em vias públicas no período entre 18h e 6h. Todas as medidas e a maneira de funcionamento dos estabelecimentos foram divulgadas pela cidade em um projeto idealizado pela prefeitura, denominado como ‘Retomada das Atividades Econômicas e Comerciais’. Liberados para funcionar De acordo com o projeto, ficam liberados para funcionar supermercados, mercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, padarias, quitandas, centros de abastecimento de alimentos, lojas de conveniência e lojas de alimentos para animais. Ainda conforme o plano, feiras de comercialização de alimentos, construção civil, indústrias e imobiliárias também poderão retomar as atividades. Além disso, foi também liberada a abertura de lojas de veículos, de vestuário e calçados, papelarias, floriculturas, clínicas odontológicas e de radiografias, lojas de utilidades, materiais para construção, medicina do trabalho e convênios médicos. Os restaurantes poderão funcionar das 12h às 15h devendo estimular o delivery, que fica permitido 24 horas por dia, todos os dias da semana. Transporte urbano de táxis, ônibus e vans também ficam liberados a retomar as atividades. Regras de funcionamento A prefeitura estipulou que os comércios liberados para funcionar deverão observar a restrição do horário de funcionamento prevista no toque de recolher, devendo suspender as atividades às 17h30, visando deslocamento dos colaboradores até as respectivas residências. Outra medida para que possam funcionar é intensificar ações de limpeza e a disponibilização de produtos de assepsia a clientes e funcionários, especialmente álcool em gel 70%, que deverá ser disposto em área acessível a todos Atividades que continuam suspensas Mesmo com a flexibilização, a prefeitura manteve a suspensão, a princípio por dez dias, eventos, shows, festas, aulas, passeatas, lazer em parques e pontos turísticos, atividades religiosas de qualquer natureza e entrada de novos hóspedes no setor hoteleiro. Bares, lanchonetes e comércio ambulante também não estão liberados para funcionar, além de academias, clubes, centros de ginástica e esportes (lutas), boates, salões de festa, clínicas de estética, salões de beleza, barbearias e manicures. Mototáxis também continuam impedidos de trabalhar, exceto em casos de extrema necessidade, situações em que deverão seguir as normas de higienização recomendadas pela Vigilância Sanitária. Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree