-->

Prefeito de Ubaporanga irá responder por tentativa de homicídio contra vereador, diz Polícia Civil

28 Mai 2020

Segundo a polícia, o prefeito perseguiu o vereador na cidade e atirou contra ele. A motivação do crime seria por desavenças políticas. Arma utilizada pelo prefeito de Ubaporanga
foi apreendida Polícia Civil/Divulgação O prefeito de Ubaporanga (MG), Gilmar de Assis Rodrigues (Cidadania), irá responder por tentativa de homicídio contra o presidente da Câmara Municipal, Jorge Siqueira de Rezende (PV). Segundo a Polícia Civil, o Chefe do Executivo teria perseguido o parlamentar e atirado contra ele por desavenças políticas. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Luiz Eduardo Gomes, o vereador estava em um carro e passou próximo a um bar, quando o prefeito entrou em um outro veículo dando início à perseguição. “O Jorginho voltou e tentou passar novamente na frente do bar e, quando passou, foi abordado por pessoas que foram identificadas como sendo dois irmãos do prefeito Gilmar, que são do estado do Rio de Janeiro e estavam em Ubaporanga, como também um funcionário deles que estava acompanhando”, explicou o delegado. Ainda segundo o delegado, imagens do circuito de segurança do bar mostraram que um deles tentou entrar no veículo pela porta do passageiro, enquanto outro estava ao lado da porta do motorista. “Nesse momento, o presidente da câmara, Jorginho, arrancou o carro tentando fugir do local. Como o Gilmar (prefeito) já estava atrás dele, o Gilmar também conseguiu seguir ele”, disse. Vídeo mostra veículo batendo no carro do presidente da Câmara de Ubaporanga Imagens de um outro circuito de segurança mostraram que em um momento da perseguição, o vereador reduz a velocidade para tentar entrar em uma outra rua, porém o carro em que o prefeito estava bate na traseira do veículo do presidente da câmara. Um terceiro carro aparece nas imagens seguindo os outros dois veículos. De acordo com o delegado, ele pertence aos irmãos do prefeito. “Os três veículos atravessaram a cidade de Ubaporanga sentido à BR-116, e próximo a uma fazenda o prefeito Gilmar efetua disparos contra o vereador Jorginho”, explicou. O delegado informou que no local foram recolhidos dois estojos de munição de calibre 9mm. Além disso, no capô do veículo em que o prefeito estava, havia uma marca de bala comprovando que houve disparos. Ainda de acordo com a Polícia Civil, a arma utilizada pelo prefeito foi apreendida. O G1 tentou contato com o prefeito, no entanto, não obteve resposta até a última atualização desta matéria. Veja mais notícias da região em G1 Vales de Minas Gerais.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree