Imprimir esta página
-->

Três oficinas do 'Fica Vivo!' voltam a funcionar em Juiz de Fora

15 Setembro 2020

Programa para adolescentes e jovens no Bairro Vila Olavo Costa foi suspenso em abril por causa da pandemia de Covid-19. Iniciativa atua na prevenção à criminalidade na região.
Oficina do Programa Fica Vivo é retomada em Juiz de Fora Reprodução/TV Integração Depois de quase cinco meses com o atendimento suspenso por causa da pandemia de coronavírus, três oficinas do programa "Fica Vivo!" retomaram o funcionamento em setembro no Bairro Vila Olavo Costa, em Juiz de Fora. Criado em 2018, o programa da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) atua na prevenção à criminalidade e atende adolescentes e jovens, de 12 a 24 anos. Na cidade, o "Fica Vivo!" é realizado na Unidade de Prevenção à Criminalidade (UPC) Olavo Costa. Antes da pandemia, eram oferecidas oito oficinas. Destas, três voltaram em setembro: esportes mistos, lutas e danças urbanas. Segundo a Gestora de Políticas Anticriminalidade em Juiz de Fora, Sheila Dianim, cada oficina está limitada a 12 participantes e as aulas ocorrem duas vezes por semana, por causa dos critérios e medidas de prevenção da Covid-19. "Adotamos toda essa questão de higienização com álcool em gel ou sabonete líquido, uso adequado das máscaras. Foram afixados cartazes para orientação, todo um cuidado para que a saúde coletiva seja mantida, tanto de quem frequenta, como também dos oficineiros. Além disso, nós também estamos com um cuidado no acompanhamento destas oficinas pela equipe técnica para verificar se todos os protocolos estão realmente sendo cumpridos", afirmou a gestora. Os atendimentos individuais dos adolescentes e jovens do bairro continua, assim como a articulação da Rede de Proteção Social. De acordo com dados da Sejusp, de janeiro a julho deste ano, o programa registrou 522 atendimentos. Segundo a Polícia Militar (PM), os atendimentos da Unidade de Prevenção e as ações do "Fica Vivo!" contribuem para queda nos índices de crimes violentos no bairro. O Bairro Vila Olavo Costa recebe patrulhamento constante do Grupo Especial de Policiamento em Áreas de Risco (Gepar). "O Gepar trabalha com três pilares: a mobilização social, a prevenção e a repressão qualificada. E é justamente na questão da mobilização social que a gente conta com esse valoroso apoio do programa 'Fica Vivo!', principalmente por meio de suas oficinas, grupos de mediação de conflito, realização de gincanas e assistência social, que reduz a vulnerabilidade da comunidade e tira pessoas do mundo do crime", afirmou o Tenente da PM, Daniel Malta.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree