-->

Preço do pescado registra alta em Conceição do Araguaia na Piracema

19 Novembro 2019
Espécies nativas como o surubim tiveram preço reajustado. Segundo pescadores, alta no preço é recorrente no período da Piracema.

O consumo de peixe está custando mais caro em Conceição do Araguaia. Pelo

menos das espécies nativas. É que durante a Piracema, período de reprodução das espécies (entre 1º novembro e 28 de fevereiro do ano subsequente) só é permitida a comercialização de pescado previamente declarado junto ao órgão competente, o que tende a diminuir a oferta do produto – e consequentemente aumentar o preço final para o consumidor.

As espécies de peixes nativos mais apreciadas em Conceição do Araguaia tiveram o preço reajustado. O tucunaré e o surubim, que até outubro custavam em média R$ 20 o kg; foram reajustados para R$ 25 o kg; a corvina, o boca larga e a pacu, subiram R$ 15 o kg para R$ 18 o kg; piau, piranha e tuparana, subiram de R$ 10 o kg para R$ 15 o kg, nos pontos de comercialização como Feira Municipal, peixarias e supermercados da cidade.

Uma alternativa mais em conta para quem gosta de consumir peixe pode ser as espécies de cativeiro, como caranha e tambaqui, que mantiveram o preço estável – a partir de R$ 13 o kg. “O conceicionense tem a tradição de consumir peixe fresco. E nessa época do ano isso favorece o consumo dos peixes de criatório, que são produzidos em larga escala em nosso município”, disse o pescador Leomar Romero. (Delmiro Silva)


Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 338 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree