-->

Justiça ouve ‘Maníaco de Marituba’ e comparsa envolvidos em estupros e mortes de mulheres no Pará

11 Setembro 2020

Adolescente de 17 anos teria agredido e violentado mais de 10 mulheres, atraídas por uma falsa promessa de emprego. Audiência já ouviu policiais militares e a ex-companheira de

um dos envolvidos.  – (Foto:Reprodução)

A Justiça do Pará ouve um homem e um adolescente suspeitos de estuprarem e matarem duas mulheres no município de Marituba, na região metropolitana de Belém. A audiência de instrução, que começou na manhã desta sexta-feira (11), já ouviu policiais militares e a ex-companheira de um dos envolvidos. O processo está em andamento na Vara Criminal de Marituba.

De acordo com a denúncia aceita pelo juiz Iran Sampaio, Jederson Menezes Alves, 20 anos, um dos envolvidos nos crimes, vai responder processo por estupro, latrocínio, ocultação de cadáver e corrupção de menor. Ele e o adolescente confessaram estarem envolvidos no caso de roubo, estupro e assassinato de Samara Duarte Mescouto, ocorrido dia 10 de janeiro de 2020.

Jederson Alves foi preso e o adolescente de 17 anos apreendido no dia 13 de janeiro. o juiz decidiu atender o pedido do MPPA de prisão preventiva do acusado devido os crimes relacionados possuírem pena maior de quatro anos.

Segundo a Justiça, durante a tarde o plenário ainda deve ouvir três testemunhas de defesa, além do interrogatório de Janderson e o adolescente.

Os crimes
Vítima de ‘maníaco de Marituba’, Jennyfer Monteiro tem morte confirmada em hospital no Pará. — Foto: Reprodução / Facebook

Até o momento, a Polícia registrou dez casos de mulheres que foram atraídas pela falsa promessa de emprego, agredidas e violentadas. Jennyfer Karem da Silva Monteiro, de 20 anos, foi a segunda vítima com morte confirmada. A jovem ficou internada em coma por 12 dias no Hospital Metropolitano, em Ananindeua, após ter sido estuprada e espancada. A primeira morta foi Samara Duarte Mescouto que estava desaparecida desde no dia 10 de janeiro. O corpo foi encontrado na noite de domingo (12). No crime, segundo a polícia, o adolescente contou com ajuda de um comparsa, um homem de 20 anos. As vítimas eram escolhidas pelas redes sociais.

Segundo o Ministério Público do Pará (MPPA), as vítimas eram geralmente mulheres que prestavam serviços de estética com atendimento domiciliar. Após saírem para trabalhar, as vítimas não retornavam para casa. Um dos pontos de encontro era um posto de gasolina localizado na rodovia BR-316.

Investigação

De acordo com a Polícia Civil, os depoimentos indicam que apenas em um dos crimes houve a participação do homem adulto. Nos outros casos, o adolescente teria agido sozinho. Ainda segundo a polícia, nos casos em que houve apenas a participação do adolescente, será aberto um processo de investigação na Delegacia do Adolescente.

Segundo a Polícia, antes dos crimes, o adolescente chegou a ficar 12 dias custodiado na Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), acusado de furtar uma bicicleta em Ananindeua. Assim que foi liberado, ele começou a cometer os crimes.

Por G1 PA — Belém

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. /ou e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Curtir isso:

CurtirCarregando...

Relacionado

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree