-->

Tia de engenheira morta no Mato Grosso diz que alegria de sobrinha fará falta nas reuniões da família: 'Foram 28 anos alegrando as nossas vidas'

18 Novembro 2019

Júlia Barbosa de Souza foi atingida por um tiro na cabeça em Sorriso. Ela estava com o namorado quando o suspeito do crime atirou. Eliana contou que Júlia
era referência na família Reprodução/RPC A engenheira agrônoma Júlia Barbosa de Souza, tinha 28 anos, morta após perseguição no trânsito em Mato Grosso, era um exemplo de dedicação para a família. Eliana Quaresma, tia de Júlia, diz que a alegria da sobrinha contagiava toda a família. "Gratidão por ela ter passado pelas nossas vidas, foram 28 anos alegrando as nossas vidas", lembra Eliana Quaresma. A engenheira foi morta ao ser atingida por um tiro na cabeça dentro de uma caminhonete em Sorriso, no dia 8 de novembro. O suspeito do crime Jackson Furlan, de 29 anos, está preso. Corpo de engenheira que morreu com um tiro na cabeça após perseguição no MT é enterrado no Paraná Júlia morava em Cornélio Procópio, no norte do Paraná, e estava em Mato Grosso a passeio, foi comemorar o aniversário do namorado. Eliana contou que a sobrinha estava namorando há seis meses e tinha intenção de mudar para Mato Grosso. "Perguntei como estava o romance, me mostrou uma foto do Vitor. Perguntei se era pra valer, e ela disse que sim. Disse que estava curtindo e amando ele", disse. "Era aniversário do Vitor e ela aproveitou para fazer uma entrevista de emprego. Ela ia ficar por lá, caso desse certo", comentou Eliana. Emocionada, a tia disse que Júlia fará falta nas reuniões familiares, mas agradeceu por ter convivido com a sobrinha. "Saber que ela não vai estar mais junto com a gente, em qualquer reunião da família, é triste. Mas, ao mesmo tempo, a gente sabe que chegou a hora e precisamos aceitar", lamentou Eliana. Tia de jovem morta em briga de trânsito fala sobre a personalidade da sobrinha O crime De acordo com a polícia, no dia do crime, a vítima estava com o namorado na casa de amigos se preparando para voltar para Cornélio Procópio. Ela pediu ao namorado um chocolate antes da viagem e os dois foram até uma conveniência para comprar. Após realizar a compra, o casal seguiu em uma caminhonete pela Avenida Brescansin. Segundo a polícia, o trânsito na região estava lento. O suspeito Jackson, também conduzindo uma caminhonete, se aproximou da traseira do veículo onde estava o casal e começou a buzinar e forçar a ultrapassagem. O casal foi perseguido pelo motorista por um longo trecho da cidade até que em determinado momento, próximo a um hospital particular localizado na Avenida Brasil, o suspeito sacou uma arma e disparou contra a caminhonete do casal, atingindo Júlia na cabeça. Após efetuar o disparo, ele fugiu em direção a uma rodovia estadual. Jackson se apresentou na delegacia acompanhado dos advogados. Segundo a defesa, ele não vai se furtar de responder na Justiça pelo crime que lhe é imputado. Julia Barbosa de Souza, de 28 anos, era passageira da caminhonete dirigida pelo namorado dela em Sorriso Instagram/Reprodução Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 516 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree