-->

Como escolher um compressor para pintura automotiva?

10 Dezembro 2019

Equipamento atua juntamente com a pistola de pintura para realizar o trabalho. Veja as principais diferenças entre os modelos Oficinas de funilaria e pintura dependem de compressores de ar
para realizar o trabalho de pintura automotiva. O compressor age juntamente com a pistola de pintura para fazer essa tarefa. Para fazer a escolha do melhor compressor para esse fim, seja para uso profissional ou por hobby, é preciso prestar atenção a alguns fatores: Quantidade e tipo de uso Tudo depende de quantos carros serão pintados. Se o serviço for grande e continuado, o mais recomendado é investir em um compressor estático. Estes compressores possuem mais potência e tanques maiores, o que garante a execução do serviço de maneira eficaz. Já os compressores portáteis, mais compactos e práticos, podem ser usados em serviços mais leves. Quantos pistões? Compressores estáticos normalmente possuem um ou dois pistões. Os primeiros geralmente oferecem pressão de até 150 psi, o suficiente para serviços de pequeno e médio porte. Compressores com dois pistões, mais potentes, geralmente são utilizados na indústria automotiva. Vazão, tinta e outros aspectos Outros aspectos importantes a se levar em consideração na escolha de um compressor incluem a vazão de ar e a pressão do compressor, a tinta a ser usada para a pintura, etc. Para descobrir os principais detalhes destes aspectos, é preciso conversar com especialistas da área. A Ferramentas Kennedy possui as melhores ferramentas para seu carro. Visite nosso site e confira!.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree