-->

Com uma centena de ferramentas feitas à mão, idoso de 83 anos celebra mais de 500 esculturas em madeira

22 Janeiro 2020

Antônio Schenfeld mora em Curitiba; uma das esculturas feitas por ele tem 2,10 metros de altura. Antônio já fez mais de 500 esculturas em madeira Aos 83 anos,
o aposentado Antônio Schenfeld, que mora no bairro Capão Raso, em Curitiba, não se vê fazendo outra coisa que não seja esculpir em madeira. A arte se tornou o passatempo dele desde a época de criança, aos 10 anos, quando pegou os primeiros pedaços de madeira para se divertir na escola durante a aula de artes. De lá para cá, ele se tornou um artista, já fez mais de 500 peças. Apesar do profissionalismo, o artesanato, garante ele, nunca deixou de ser um passatempo. Aposentado fez as próprias ferramentas para trabalhar. Atualmente, ele tem mais de 100 Adriana Justi/G1 Antônio contou que teve um super apoio dos professores na escola, mas que o talento mesmo estava dentro da casa dele, nas mãos do pai Jorge Schenfeld, que faleceu aos 59 anos em 1975. "As professoras sempre me pediam para fazer uns detalhes em uns quadrinhos de madeira na escola e eu adorava. Sempre fazia com o maior capricho. E quando eu chegava em casa, meu pai me ensinava coisas diferentes. Eu fui me aperfeiçoando com o tempo", contou o aposentado. Aos 15 anos, ele conseguiu o primeiro emprego, em uma fábrica de móveis. "A nossa família morava em Irati. Não tinha nem luz elétrica, era tudo na base do lampião. Mas eu fui aprendendo a fazer móveis e ganhava um trocadinho legal", lembrou. Com o passar dos anos, o trabalho foi ficando cada vez mais interessante, contou Schenfeld. Na década de 80, ele chegou a trabalhar em mais de uma fábrica de móveis, mas gostava mesmo era de fazer esculturas, muitas delas, inclusive, de personagens religiosos. Antônio já fez mais de 500 esculturas em madeira Adriana Justi/G1 A única dificuldade que o Antônio tinha naquela época era ter todas as ferramentas para fazer as molduras perfeitas. A única dificuldade que o eu Antônio tinha naquela época era ter todas as ferramentas para fazer as molduras perfeitas. "Mas isso não me fez desistir, não. Eu montei as minhas próprias ferramentas", contou, cheio de orgulho. Atualmente, Antônio tem mais de 120 formões. Cada um com um corte ou um detalhe especial para esculpir perfeitamente na madeira. "Eu acho que fiz um bom estoque de ferramentas. Cada peça me ajuda a fazer uma curvatura diferente. Com isso na mão e um pedaço de madeira, eu não vejo o tempo passar e deixo a imaginação me levar", destacou. As esculturas são feitas a partir de desenhos. Atualmente, o aposentado costuma pegar os modelos pela internet, mas quando começou no ramo, ele mesmo fazia os desenhos. As peças são feitas sob encomenda. Algumas delas, segundo ele, ilustraram uma escola de Artes do Rio de Janeiro durante uma exposição. As esculturas são feitas a partir de desenhos Adriana Justi/G1 Os pedidos sempre apareceram graças à propaganda boca a boca, segundo Antônio. "Eu sustentei a minha família com isso e até hoje recebo encomendas, graças a Deus", comemorou. A peça mais especial O artesão deu de presente para a esposa, Maria Elisa, uma imagem de Jesus Cristo. Essa peça, segundo ele, é a mais especial de todas que ele já fez Adriana Justi/G1 Entre as cerca de 500 peças que ele esculpiu, apenas uma não tem preço. "Foi uma imagem de Jesus Cristo, que eu fiz especialmente para a minha esposa. A escultura fica guardada no nosso quarto e é muito especial, abençoada", disse. A esposa dele é a dona Maria Elisa Schenfeld Moroski, de 79 anos. "Essa peça eu não deixo vender de jeito nenhum", brincou. Os dois são casados há 60 anos e se derretem nos elogios quando o assunto é amor. "Nós somos eternos apaixonados. Se brigamos alguma vez, eu nem me lembro", contou Maria. Ela disse que sempre apoiou e incentivou o marido sobre o artesanato e até tentou aprender, mas viu que a habilidade não é para qualquer um. "Ele já fez tantas coisas lindas, eu morro de orgulho. Há muito anos eu tentei aprender, mas já faço o meu artesanato também. Aqui é cada um com a sua habilidade", brincou a aposentada. Diariamente, ela cuida da casa, cultiva um lindo jardim, se dedica aos 18 netos, e ainda reserva um tempinho para fazer costura e pintura. "Ela também é um orgulho pra mim. Se não fosse o apoio e o carinho dela, eu nem sei o que seria de mim", ressaltou Antônio. Escultura de 2,10 metros O artesão esculpiu uma peça de 2,10 metros de altura em três meses. Na foto, ele aparece todo orgulhoso ao lado da esposa, Maria Elisa Arquivo pessoal Outra peça especial é uma escultura do sagrado coração de Jesus. A arte foi feita sob encomenda por um amigo de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, e levou três meses para ficar pronta. "Ele me mandou a tora de madeira e fez a encomenda. Foi um trabalho maravilhoso, fiquei muito feliz em ter conseguido. E o mais legal de tudo é quando as pessoas ficam satisfeitas com o meu trabalho. Isso é o que me faz continuar. Enquanto eu tiver saúde, faço o que pedirem. Isso é um prazer pra mim", declarou. Foco nas redes sociais O Antônio atualmente costuma fazer as encomendas através da propaganda boca a boca, mas para quem trabalha com artesanato, a internet tem sido uma grande aliada para oferecer os produtos. Para ajudar quem atua nesse ramo, o Liceu de Ofícios de Curitiba está oferecendo três cursos de marketing em rede social e desenvolvimento do potencial criativo e "precificação" de produtos. A programação começa a partir do dia 17 de fevereiro com o curso "Venda mais usando o Instagram", das 14h às 17h. As inscrições poderão ser feitas a partir do dia 1º de fevereiro, pela internet. No dia 18, das 14h às 16h, será promovido o workshop "Como desenvolver o seu potencial criativo?". E no dia 20, os artesãos poderão conferir a palestra "Trabalha muito e não vê o dinheiro no final do mês? Seu preço pode estar errado". Atualmente, 2,5 mil artesãos estão cadastrados na Prefeitura de Curitiba para participar de feiras e outros eventos. O Instituto Municipal de Turismo está desenvolvendo um Portal do Artesão, que deve ser lançado até abril. Na plataforma, será possível se cadastrar e ter acesso e inscrições aos editais para quem quiser participar das feiras. Veja mais notícias da G1 Paraná.

Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 3450 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree