-->

Presos postam vídeo e divulgam plano de fuga através túnel em cadeia de Cambé; ASSISTA

28 Janeiro 2020

Vídeo foi feito em delegacia no norte do Paraná, nesta segunda-feira (27). Local tem capacidade para 36 presos, mas está superlotado com 208. Local tem capacidade para 36
presos, mas está superlotado com 208, segundo a polícia Os 160 presos da ala principal da cadeia de Cambé, no norte do Paraná, postaram um vídeo no Youtube para reclamar das condições da delegacia, principalmente da superlotação, nesta segunda-feira (27). Assista ao vídeo. Além da ousadia de usar um celular dentro da prisão e postar o vídeo, eles também informaram que estavam planejando uma fuga por um túnel. "Estamos no meio de lixo jogado. Rato, doenças infecciosas, sarna, tuberculose, já teve casos de presos que pegaram tuberculose aqui. E a gente é obrigado a fazer o quê? A gente é obrigado a cavar igual bicho, com a mão, com o que tiver aqui para ver se a gente escapa de tão desesperadora que é a nossa condição", disse um dos detentos no vídeo. Os presos também usaram o vídeo para pedir transferência para penitenciárias. "Onde a gente pode ter uma chance de ressocializar, de fazer valer um direito nosso". Após ter conhecimento da postagem, a Polícia Civil reforçou a segurança na cadeia e informou que está tentando localizar quem é o preso que responsável pelo vídeo. O túnel cavado pelo grupo deve ser fechado nesta terça-feira (28), de acordo com os policiais. Presos divulgam vídeo que mostra buraco para fuga em rede social O local tem capacidade para 36 presos, mas está superlotado com 208 somando todas as alas, segundo a Polícia Civil. O G1 tenta contato com a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária (Sesp-PR). Presos cavaram um túnel dentro da cela na cadeira de Cambé, no norte do Paraná Reprodução/RPC Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 8638 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree