-->

Corregedoria indicia policiais civis presos por associação criminosa, peculato e cárcere privado

21 Fevereiro 2020

Sete investigadores de Londrina, no norte do Paraná, foram presos no dia 13 de fevereiro. O grupo é suspeito de desviar parte de uma carga contrabandeada apreendida em uma
operação. Polícia Civil prendeu sete policiais suspeitos, em Londrina Eduardo Lhamas/RPC A Corregedoria da Polícia Civil concluiu, nesta sexta-feira (21), o inquérito que investiga sete policiais civis de Londrina, no norte do Paraná, presos desde o dia 13 de fevereiro. Os agentes foram indiciados por associação criminosa, cárcere privado e peculato. Os sete investigadores, entre eles o superintendente da Polícia Civil Márcio Ilkiu, foram presos em uma operação realizada pela corregedoria. Conforme as investigações, os policiais são suspeitos de desviar parte de uma carga contrabandeada que foi apreendida durante uma operação da polícia em dezembro. A Corregedoria explicou que os investigadores do setor de Furtos e Roubos foram até o apartamento de um suspeito de contrabando e no imóvel encontraram produtos contrabandeados que valiam R$ 450 mil. Os policiais entregaram cerca de 5% do foi apreendido foi entregue à Receita Federal, ainda conforme a investigações. Os advogados que defendem os policiais entraram com um pedido de liberdade provisória, mas o juiz responsável ainda não analisou o documento. As defesas entendem que não há razão para os agentes ficarem presos, podem ser monitorados por tornozeleira eletrônica e serem afastados do serviço. Sobre a conclusão do inquérito, os advogados informaram que não vão se manifestar. Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree