-->

Moradores de Terra Nova, PE, ignoram risco de rompimento da barragem Senador Nilo Coelho

28 Março 2020

Muita gente vem ignorando não só os decretos para o distanciamento social, em virtude da pandemia do novo coronavírus, mas os perigos do rompimento da estrutura da barragem.
Moradores de Terra Nova ignoram risco de rompimento da barragem Senador Nilo Coelho Após 12 anos, a barragem Senador Nilo Coelho transbordou na última quinta-feira (26). O volume grande de água, causado pelo excesso de chuva durante a semana, tirou a maioria dos moradores de Terra Nova, no Sertão de Pernambuco, da quarentena. Muita gente vem ignorando não só os decretos para o distanciamento social, em virtude da pandemia do novo coronavírus, como também os riscos de rompimento da estrutura da barragem. Neste sábado (28), era possível ver que o cordão de isolamento na entrada da barragem havia sido retirado. Muitas famílias foram tirar fotos e teve gente que se arriscou em entrar na água. Alguns aumentaram o perigo consumindo bebida alcoólica. Moradores de Terra Nova ignoram risco de rompimento da barragem Senador Nilo Coelho Reprodução / TV Grande Rio O Corpo de Bombeiros foi acionado. A Polícia Militar também esteve na área, mas até o fechamento da reportagem, não dispersou os curiosos. O agricultor Jairo de Souza conta que houve uma ação policial, mas não adiantou muito. “Nem a polícia deu jeito. Quando a polícia ia para um lado, o pessoal aproveitava e tomava banho desse lado”, afirma. Segundo a Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos de Pernambuco, a barragem Nilo Coelho apresenta nível de perigo 3, o que significa que ela pode romper a qualquer momento. Em janeiro deste ano, o governo estadual determinou a abertura emergencial da descarga de fundo. Na época, dava pra ver a quantidade de buracos na parede. As pedras estavam se soltando por causa das fissuras e infiltrações. Agricultores e pescadores que dependem do reservatório ficaram preocupados. Com o aumento das chuvas nas últimas semanas, o governo do estado lançou um plano de contingência, que já foi ativado pra retirar os moradores da área de risco. “Precisamos ativar esse plano devido a sangria da barragem Nilo Coelho. A evacuação de toda área de risco foi efetuada pela Defesa Civil municipal, a Codecipe e o Corpo de Bombeiros. As 341 famílias foram realocadas em casas de parentes, sendo 1923 pessoas. Nenhuma dessas famílias necessitou de abrigo”, explica João Bosco Ferreira, Coordenador Municipal de Proteção e Defesa Civil. A barragem Senador Nilo Coelho, em Terra Nova, transbordou Reprodução / TV Grande Rio Além do perigo, cerca de 2 mil pessoas que vivem nas comunidades rurais do município estão ilhadas. Dona Maria das Dores, que mora na área considerada de risco pela Defesa Civil, diz que não acredita que a barragem pode romper e não pretende sair de casa. “Ela não vai romper, jamais. Eu conheço ela do alicerce até o fim. Vou continuar na minha casa, a não ser que o comando-geral chegue e diga que vai sair. Aí, a gente vai ter que sair, mas, primeiro, eu vou exigir. Vou sair da minha casa, tenho meus bichos, minhas galinhas passarinhos, vou ter que levar. Então, pra sair da minha casa, sem precisão, porque não tem precisão, eles vão ter que me dar uma casa. Eu não vou sair da minha casa para pagar aluguel. Por tanto, não vou sair”. A assessoria da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos de Pernambuco informou que a barragem não oferece risco. Enquanto ela continuar transbordando, a barragem será monitorada 24 horas por dias pela secretaria e pela Defesa Civil de Terra Nova. Se os moradores sentirem que estão em situação de risco, podem ligar para o número: (81) 3181-2490 ou 199. Esses números funcionam 24 horas.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree