-->

Piauí já economizou mais de R$ 21 milhões com parcerias público-privadas

16 Fevereiro 2020

As parcerias público-privadas (PPPs) se tornaram uma das principais apostas do Governo do Piauí para melhorar a infraestrutura do estado e tornar mais eficiente a prestação de serviço à população. Além

disso, o modelo de gestão também proporciona um uso racional dos recursos públicos.

“Até agora, em fevereiro de 2020, conseguimos economizar mais de R$ 21 milhões com as parcerias já em funcionamento”, afirma Viviane Moura, superintendente de Parcerias e Concessões (SUPARC) ao Jornal O Dia. Para este ano, a estimativa é ampliar a carteira de projetos do Estado.

Viviane Moura, superintendente de Parcerias e Concessões (Foto: ODia)

Ao todo, o Piauí conta hoje com cinco projetos de PPPs já contratados: Central de abastecimento, Ginásio Verdão, Piauí Conectado, Saneamento THE e Terminais Rodoviários. “Esse ano vamos contratar pelo menos mais cinco projetos, então com esses novos contratos iremos gerar mais economia”, disse Moura.

Por fim, a superintendente da SUPARC ainda explica que a expansão deste modelo de parceria com a iniciativa privada, possibilita investimentos públicos em outras áreas. “A medida que vamos retirando da responsabilidade do Governo a gestão de ativos que só dão prejuízo, diminuímos despesas, então essa receita pode ser utilizada para outros setores”, argumenta.

Além dos projetos já contratados e dos que estão com edital de licitação aberto, o órgão tem outros cinco com estudo de viabilidade concluído, que devem ser divulgados até abril. No total, a carteira de projetos conta com mais de vinte PPPs que podem ser instaladas no Piauí.


Por: Breno Cavalcante

Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree