-->

Carteiros reclamam da falta de material de proteção contra Coronavírus

27 Março 2020

Considerado serviço essencial, a entrega de encomendas no Brasil que é feita pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (EBCT) não parou suas atividades mesmo em período de pandemia e quarenta

em razão do Novo Coronavírus. No entanto, aqui no Piauí, o funcionamento do serviço encontra-se em impasse: é que o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios está denunciando a falta de material de proteção individual contra a Covid-19 aos carteiros e pessoal que trabalha diretamente com a triagem e entrega de postal.

O presidente da entidade, Edilson Neto, informou que alguns trabalhadores já suspenderam suas atividades e deverão permanecer assim até que a EBCT tome alguma providência. Segundo ele, faltam luvas, máscaras, sabonete líquido e álcool em gel para os funcionários. “Vale ressaltar que nós trabalhadores queremos trabalhar, mas de forma segura, porque além da segurança e da saúde dos trabalhadores, também prezamos a saúde dos clientes, dos destinatários”, afirmou.


Correios reclamam da falta de material de proteção contra Coronavírus - Foto: O Dia

A reportagem do Portal O Dia procurou a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. Por meio de nota, a entidade informou que está atenta à proteção dos empregados e clientes, aderindo a protocolos operacionais e profiláticos desde a semana passada.

Confira a nota na íntegra:

Os Correios estão seguindo a determinação do Decreto nº 10.282/2020 da Presidência da República, que define os serviços postais como essenciais. A empresa está atenta à proteção de empregados e clientes, com protocolos operacionais e profiláticos já disseminados desde a semana passada.

Por: Maria Clara Estrêla
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree