-->

Covid: Mulher tem atendimento negado em Teresina após marido testar positivo

29 Junho 2020

Há 10 dias, Rialtini Marreiros Nunes Júnior, teresinense morador da zona Sul da

capital, testou positivo para covid-19 em um teste feito na rede particular de Teresina. No sábado, a esposa dele, Katya Cilene Batista, buscou atendimento na UBS Dagmar Mazza, também na zona Sul, mas teve o atendimento negado na porta da unidade de saúde. Ao Portalodia.com,ela conta que a enfermeira que a recebeu na UBS não permitiu que ela passasse da porta e lhe orientou a voltar para casa.

Leia também: Teresina: Irmã de grávida curada da Covid-19 acusa UBS de recusar atendimento

Katya conta que foi até a UBS para tentar fazer o teste da covid-19, já que apresentou sintomas de gripe dias depois que o marido testou positivo para a doença. Acompanhada da filha pequena, ela diz que recebeu a orientação de ficar em completo isolamento, mas sem conseguir ter nenhuma confirmação sobre se está ou não contaminada com o coronavírus.

O que preocupa Katya é o fato de os sintomas serem leves e ela poder estar em estágio de transmissão da doença e não saber de fato. “Cheguei lá relatando os sintomas, mas não me deixaram nem passar da porta. Mesmo eu falando que meu marido tinha testado positivo e que eu tenho criança em casa e somos só nós, não fizeram teste nem qualquer exame. Me disseram para botar meu marido e meus filhos em isolamento e não ficar andando no meio da rua, porque essa doença é séria. Eu senti como se tivessem reclamando que eu fui buscar atendimento”, explicou Katya.


Foto: Reprodução/O Dia

O que ela questiona é o fato de ela ter possibilidades reais de estar contaminada com a covid-19, já que tem uma pessoa em casa com a doença, e não saber com certeza. “Eu posso estar transmitindo, assintomática, e não saber. E aí? Eu ainda posso ficar em casa e não sair pra lugar nenhum, só pra fazer um supermercado, mas e se fosse uma pessoa que não pudesse ficar em casa isolada? Ia sair contaminando todo mundo”, questiona a paciente.

Após buscar atendimento na UBS Dagmar Mazza e ser orientada a retornar para casa sem o teste, Katya diz que procurou agendar o teste familiar junto à Fundação Municipal de Saúde pelo Whatsapp 86 99425-1578, conforme orientação da Prefeitura. No entanto, o número dá indisponível e não há nenhum retorno, de acordo com ela.

O Portalodia.com procurou a Fundação Municipal de Saúde (FMS) para saber sobre o atendimento negado na UBS Dagmar Mazza. Por meio de sua assessoria, o órgão informou que quando um paciente testa positivo na UBS, a família deve aguardar em casa que uma equipe vai testar os demais moradores. Mas o teste só pode ser feito após oito dias de sintomas, por isso se a pessoa for à UBS antes do prazo, ela será mandada para casa com orientações médicas de acordo com os sintomas dela e a avaliação do médico. Nesse caso, a testagem será agendada para a data em que ela completar oito dias de sintomas.

Se o parente foi testado na rede particular, a família deve agendar o teste junto à FMS pelo Testa Teresina, através do Whatsapp 86 99425-1578. O serviço, no entanto, só funciona de segunda à sexta das 8h às 18h.

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree