-->

Covid-19: Piauí está com alta propagação da doença, diz pesquisa da UFPI

04 Julho 2020

A nota divulgada neste sábado, 04, pelo Comitê Gestor de Crise da

Universidade Federal do Piauí (UFPI), apresenta dados alarmantes sobre a situação do novo coronavírus no Estado. Os indicadores de casos mostram que epidemia se encontra em expansão no território piauiense, e que nenhuma região apresentou situação epidemiológica compatível com a reabertura das atividades econômicas.


Leia também:

Pesquisa sorológica estima 17 mil pessoas infectadas com Covid-19 no Piauí

Coronavírus: Piauí registra mais 36 mortes nesta sexta-feira (3)


Na pesquisa é possível observar que número casos no Vale do Canindé, por exemplo, houve uma queda, mas logo em seguida o número de contágio voltou a aumentar. Na Planície Litorânea, Vale do Rio Guaribas e na Chapada das Mangabeiras a propagação parece constante. Já em Teresina, houve uma baixa de contaminação nos últimos 7 dias.

Vale ressaltar, que a pesquisa é do Grupo de Trabalho do Eixo 3 - Sala de situação, do Comitê Gestor de Crise da UFPI, integrado por representantes de diversas instituições de pesquisa, vem estudando a evolução e os aspectos da pandemia causada por SARS-CoV-2. E que á amostra levou em consideração os últimos 7 dias (21 a 27/06) e o número de casos de Covid-19 dos 7 dias anteriores (14 a 20/06)). Além disso, os gráficos abaixo informam que se o valor é maior que 1, o contágio está aumentando. Se menor que 1, significa que o contágio está diminuindo.

A figura mostra que o número de casos ainda segue aumentando.Fonte: Brasil.IO, 2020.

Em relação as internações, os pesquisadores identificaram um aumento contínuo de uma semana para outra. Regiões do Vales dos Rios Piauí e Itaueiras, Vale do Canindé e Serra da Capivara apresentaram aumento relativo maior que as outras regiões. A capital teresinense, permanece com índice de interação e contágio sem grandes alterações.


A figura mostra que o número de internações apresenta mais uma semana de aumento no estado. Fonte: SESAPI, 2020.

Já o indicador de óbitos aparece instável, aumentando e diminuindo nas diversas regiões. Pode- se destacar, a Chapada das Mangabeiras apresenta valores estáveis, porém, Cocais, Entre Rios, Carnaubais e Vale do Sambito apresentaram o mesmo padrão temporal estável. Sobre as regionais Planície Litorânea, Vale dos Rios Piauí e Itaueiras e Vale do Rio Guaribas, a pesquisa mostra um aumento dos óbitos pelo menos 2 semanas epidemiológicas. Destaca-se ainda a regional do Vale do Canindé que não tinha registro de óbitos para Covid-19 e registrou 6 óbitos na última semana.


A figura mostra propagação da epidemia considerando número de óbitos.Fonte: Brasil.IO, 2020.

O número de leitos clínicos também foi analisado na pesquisa. “Na última semana, dos 1027 leitos clínicos destinados a Covid-19 do estado do Piauí, 46% estão livres. As regiões da Serra da Capivara (33 leitos totais) e Chapada das Mangabeiras (26 leitos totais) contam com mais de 80% disponíveis”, afirma a nota.

Representação da porcentagem de leitos clínicos livre.Fonte: SESAPI, 2020.

Nos gráficos é possível ver que ocorreu uma redução dos leitos clínicos nas regionais do Entre Rios, Carnaubais e Vale do Sambito, Vale do Canindé e Vale do Rio Guaribas.

Piauí tem regiões com apenas 10% de UTIs disponíveis

A sétima nota publicada pelo Comitê Gestor de Crise da Universidade Federal do Piauí (UFPI), mostra o estado crítico de algumas regiões do Piauí. Cocais, por exemplo, está com disponibilidade de cerca de apenas 10%, Entre Rios e Teresina com disponibilidade de cerca de 20% e Planície Litorânea no limiar de 30%.


A figura mostra uma diminuição acentuada da disponibilidade nas regiões. Fonte: SESAPI, 2020.

Já os Vales dos Rios Piauí e Itaueiras, Vale do Canindé e Vale do Rio Guaribas se encontram com 75% de UTIs disponíveis, todavia, existe a tendência de diminuição. Serra da Capivara apresentou um aumento para 90% de leitos de UTI disponíveis. A Chapada das Mangabeiras se destaca negativamente por não possuir nenhum leito de UTI até o dia 25 de junho.

Compartilhar no
Por: Sandy Swamy

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree