-->

Eleição de Picos: Padre Walmir exonera aliados de Araujinho

07 Agosto 2020

O rompimento entre o atual prefeito de Picos, Padre Walmir Lima (PT), e o empresário

e pré-candidato a prefeito do município pelo PT, Araujinho, deixaram a gestão municipal em crise. Sob argumento de que não estaria tendo espaço para a indicação de vice-prefeito no grupo que reúne também MDB, PCdoB e PL, Walmir resolveu retirar seu apoio à pré-candidatura do empresário e ainda trabalhar contra.

Desde que oficializou o rompimento, no final de julho, o prefeito tem se reunido com aliados e cobrado uma posição com relação à pré-candidatura de Araujinho. ‘Para permanecer no governo, deve se opor ao empresário’, tem exigido Padre Walmir. A postura do gestor já levou a pelo menos quatro exonerações em seu secretariado e o desembarque de nove vereadores.


Leia também

Com vistas em 2022, Wellington Dias e Ciro Nogueira rompem politicamente


A primeira manifestação de apoio a Araujinho partiu dos partidos da base. Em nota conjunta, as siglas afirmaram que permanecem unidos com o empresário. “Entendemos que a plataforma de governo que vem sendo elaborada com muito diálogo, união e respeito a todos pelo Pré-candidato Araujinho representa os anseios da população e nos enche de esperança para construirmos uma cidade mais igualitária, moderna e focada do futuro. Dessa forma, reiteramos nossa posição de marcharmos unidos nas eleições de 2020”, descreveu a nota.

Padre Walmir resolveu jogar contra a pré-candidatura de Araujinho (Foto: Reprodução / Facebook)

Logo em seguida, secretários do governo municipal preferiram manter o apoio ao pré-candidato petista. A secretária de Trabalho e Assistência Social, Gloria Saunders; e o secretário de Obras, Habitação e Urbanismo, Wesley da Silva, deixaram a gestão no início de agosto. Depois, foi à vez da secretária Municipal de Planejamento, Organização e Avaliação, Oneide Rocha, pedir exoneração. Já nesta sexta-feira (07/08), o secretário Municipal de Saúde, Junior Santos, recebeu o aviso de exoneração.

O prefeito Walmir Lima articulou a pré-candidatura de Maria Santana, diretora do Centro Integrado de Especialidades Médicas (CIEM), contudo, o governador Wellington Dias entrou no debate e levou os partidos da base aliada a preferir Araujinho. Walmir se contentou em lançar o vice, mas alegou que não estava tendo voz na formação da chapa e anunciou o rompimento.

Compartilhar no
Por: Otávio Neto

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree