-->

Em Nazaria, professores denunciam redução de carga horária e salários

15 Setembro 2020

Umgrupo de professores aprovados em processo seletivo ocorrido no ano de 2018, no município

de Nazaria, na região metropolitana de Teresina, denunciou ao O Dia aredução da carga horária e dos salários de parte da categoria. Segundo os professores, os cortes aconteceram no mês de agosto.

Imagem ilustrativa. (Foto: Arquivo O Dia)

Oconcurso no qual os professora foram aprovados previa a validade de contrato de dois anos, encerrando em agosto de 2020. No entanto, o contrato poderia ser prorrogado por mais dois anos, a depender de decisão da Prefeitura de Nazaria. Um dos professores que preferiu não ser identificado, com medo de represálias, informou ao O Dia que a prefeitura decidiu renovar o contrato até o dia 31 de dezembro de 2020.

Já a carga horária estipulada pelo certame era de 20 horas. No entanto, cerca de 50 professores celetistas teriam recebido um adicional de 20 horas, com incremento no salário, devido à alta demanda na Educação do município.

“Agora no mês de agosto, o prefeito cortou as 20 horas extras, reduzindo assim o salário, pois devido à pandemia, os professores não estão presencialmente em sala de aula, estão apenas elaborando atividades para as referidas turmas. Porém, os professores não compreenderam o motivo pois a quantidade de turmas são as mesmas, não houve corte na demanda”, afirma o professor.

O grupo denuncia ainda que, com o corte das horas extras, a prefeitura estaria apenas “reproduzindo o material enviado pelo professor para as turmas”. “Para onde esse dinheiro está indo? Estão agindo de má fé porque os professores não estão indo presencialmente, porque se as aulas fossem presenciais, não teria como reduzir, pois as turmas iriam ficar sem aula”, questiona o servidor.

Em contato com a Secretaria Municipal de Educação de Nazaria, o órgão informou que o edital base de seleção dos professores da rede municipal de educação em Nazária se refere apenas a 20horas/aula. “Com o aumento da demanda, os contratos foram ampliados para uma jornada de 40horas, porém, devido a pandemia do coronavírus, a demanda diminuiu”, comunicou em nota.

De acordo com a secretaria, os contratos dos referidos professores encerrou em 02 de agosto de 2020, e foram renovados para 20 horas/aula com base no edital e também devido a diminuição da demanda no período de isolamento social.

Compartilhar no
Por: Nathalia Amaral

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree