-->

Piauí adere acordo com Consórcio Nordeste para aquisição de vacina contra a Covid-19

15 Setembro 2020

O governo do Piauí oficializou protocolo do Consórcio Nordeste, liderado pela

Bahia, para adquirir até 50 milhões de doses da vacina russa ‘Sputnki V’ contra o novo coronavírus. A informação foi confirmada nesta terça-feira (15) pelo governador Wellington Dias (PT), em um vídeo divulgado em uma rede social.

Foto: Pixabay

A expectativa é que as doses comecem a ser entregues em novembro deste ano, mas para isso é necessária à aprovação dos órgãos reguladores no Brasil como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), por exemplo.

“O Estado aderiu o protocolo tanto do Governo Nacional quanto ao Consórcio Nordeste. Aqui, acertamos fazer uma experiência baseada na Bahia, com a presença de cientistas dos nove estados, onde o objetivo é testar as vacinas mais avançadas como a Americana, a da Inglaterra, a da Rússia e da China”, disse.

“Celebramos um novo protocolo em que o Piauí aderiu, por parte do Consórcio Nordeste, liderado pela Bahia, a aquisição de 50 milhões de ampolas de vacina da Rússia, onde o objetivo é, após a provação por todo o regramento de ética da Anvisa, ter condições de produção no Nordeste, distribuição no Nordeste, para garantir maior agilidade”, completou o governador.

Atualmente, a vacina Sputnik V está sendo avaliada, na fase 3, em aproximadamente 40 mil pessoas em todo o mundo.

O acordo de confidencialidade da Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico (Bahiafarma) com o governo da Rússia estabelece, ainda, que todas as informações científicas da vacina sejam repassadas à Fundação. Com isso, o acordo marca um avanço nas negociações entre o país e o estado, que a partir de agora poderá ter acesso à tecnologia usada na produção do imunizante. Sendo assim, o Piauí também terá acesso a essa tecnologia.

A Rússia começou a imunizar a população no mês passado e o primeiro lote foi liberado apenas à população do país. O governo local afirmou que a entrega em massa está próxima, mas não especificou datas.

Compartilhar no
Por: Jorge Machado, do Jornal O Dia

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree