-->

IDEB: Bom Jesus, Oeiras e Domingos Mourão estão entre as cidades com maior índice

16 Setembro 2020

Nesta terça-feira, 15, o Ministério da Educação divulgou os resultados

do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019. O Piauí registrou crescimento em todas as etapas de ensino avaliadas em 2019.

Leia também:

IDEB de Timon cresce e bate nota registrada em 2017

União avança na qualidade da educação e conquista 5.0 no índice do IDEB

Ideb do Piauí é o segundo melhor do Nordeste, aponta MEC

Teresina é novamente a capital com a melhor educação pública do Brasil

Entre as cidades que tiveram índice acima da média estadual, o município de Bom Jesus foi o que alcançou o 1º lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) entre as redes municipais de educação do Piauí nas séries iniciais e 4º lugar em relação às séries finais. Nas duas medições, o município já havia ultrapassado, ainda em 2017, as metas projetadas pelo Ministério da Educação (MEC) para o ano de 2021.



IDEB: Bom Jesus, Oeiras e Domingos Mourão estão entre as cidades com maior índice. Foto: Arquivo O Dia

Nas séries iniciais, a rede municipal de Educação de Bom Jesus avançou de 6,3 para 7,5, nota superior até mesmo à registrada por Teresina. Nas séries finais, Bom Jesus subiu de 5,5 para 6,2, o que a coloca como a quarta melhor nota neste segmento.

Já o município de Oeiras atingiu 7,4 no índice do Ideb de 2019. No indicativo anterior o ensino da cidade também havia se destacado, com 7.1.

Na lista dos 10 municípios com maiores índices estão:

1-Bom Jesus – 7,5

2-Teresina -7,4

3-Oeiras- 7,4

4-Domingos mourão - 7,3

5-São João da Canabrava - 7,1

6-Buriti dos montes - 6,8

7-Castelo do Piauí- 6,7

8-Simões- 6,7

9-Lagoinha do Piauí- 6,6

10- Piracuruca- 6,5

Piauí é o segundo estado com melhor índice do Nordeste

O Piauí apresentou o segundo melhor desempenho no IDEB 2019 na região Nordeste. Com uma nota média de 5,7, o Estado ficou atrás apenas do Ceará, que alcançou IDEB de 6,4.

O destaque vai para rede privada de ensino, que garantiu nota 7,0 na avaliação; e para a rede pública estadual, que alcançou nota 6,0. Em todo o Brasil, quatro estados não alcançaram a meta estabelecida de 0,2 pontos (Amapá, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Distrito Federal). Em contrapartida, Ceará e Piauí superaram a meta proposta para 2019 em 1,3 e 1,1 pontos respectivamente.


Compartilhar no
Por: Sandy Swamy

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree