-->

Mais da metade da água tratada se perde antes de chegar às torneiras em Natal, aponta estudo

10 Março 2020

Levantamento foi divulgado nesta segunda (10) pelo Instituto Trata Brasil. Entre as 100 maiores cidades brasileiras, capital do RN ficou em 74º lugar no quesito saneamento. Desperdício de
água tratada em vazamento TV Globo/reprodução Um total de 54,78% da água tratada em Natal se perde ao longo da distribuição, antes de chegar às torneiras do consumidor. Dados sobre o assunto foram divulgados nesta terça-feira (10) pelo Instituto Trata Brasil e da GO Associados, e têm como base o ano de 2018. O levantamento foi feito com base nas 100 maiores cidades do Brasil, que concentram 40% da população do país, e nos dados mais recentes do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), referentes ao ano de 2018. O G1 procurou a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) e aguarda posicionamento sobre o assunto. No ranking das 100 maiores cidades brasileiras, quando o assunto é saneamento, Natal ficou na 74ª posição, subindo 10 lugares em relação a 2019. Mossoró, no Oeste potiguar, ficou em 68ª, após escalar 9 posições. Apesar de apresentar uma redução de 2,21% nas perdas de água distribuída, na comparação com os cinco anos anteriores, a capital potiguar seguiu com números mais altos que capitais vizinhas, como João Pessoa (31,35%) e Fortaleza (48,13%), porém menor que Recife (58,86%). A capital também melhorou a situação do esgoto tratado, embora o índice ainda seja de 39,08 - menor que a metade. A evolução na comparação com 2014 é de 13,06%. Naquele ano, apenas 26% da cidade tinha esgoto tratado. Também houve evolução de 2,45% na distribuição de água. De acordo com o estudo, em 2018 a capital tinha 97,19% da cidade atendida pela Caern. Já em Mossoró toda a cidade (100%) é atendida. Nos últimos cinco anos, Natal teve uma média de R$ 114 investidos por habitante. O valor é bem maior que a média de investimento per capita no estado, que ficou em R$ 47,9 - o 15º entre os estados brasileiros.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree