-->

Após denúncias, MPT investiga empresa de telemarketing por falta de medidas de prevenção ao coronavírus

21 Março 2020

Polícia Militar esteve na empresa neste sábado (21). O Ministério Público do Trabalho (MPT) está investigando uma empresa de telemarketing do RN após várias denúncias de funcionários de que
o local não oferece equipamentos de proteção e prevenção ao coronavírus. A empresa fica em Parnamirim, na Grande Natal. Na tarde deste sábado (21) a Polícia Militar esteve no local também após receber várias denúncias. De acordo com o relato dos trabalhadores, eles atuam uns ao lado dos outros, compartilham objetos e não têm álcool gel à disposição. Ainda segundo o relato de funcionários ouvidos pelo G1, pelo menos 3 mil trabalhadores atuam no local. O Governo do Estado publicou um decreto de contenção do coronavírus que estabelece a distância mínima de dois metros entre as mesas de trabalho, bem como a impossibilidade de utilização compartilhada de objetos e equipamentos de trabalho. Ainda de acordo com o decreto, as empresas devem garantir álcool gel em quantidade suficiente para a higienização dos trabalhadores. A multa pelo descumprimento é de R$ 50 mil por dia. O G1 tentou contato com a empresa, mas não conseguiu. Polícia Militar constata que empresa de telemarketing não está cumprindo decreto que estabelece distância mínima entre os trabalhadores Cedida
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree