-->

Visitas em unidades prisionais do RN são suspensas por mais 30 dias por causa do coronavírus

31 Março 2020

Governo do Rio Grande do Norte anunciou a prorrogação da suspensão das visitas até 30 de abril. Medida vale até 30 de abril Seap/Divulgação A Secretaria da Administração Penitenciária
(Seap), do Governo do RN, prorrogou até o dia 30 de abril a suspensão das visitas de familiares de internos e outras medidas como forma de evitar a propagação do novo coronavírus (Covid-19). O anúncio foi feito nesta terça-feira (31). A medida já era esperada desde a primeira suspensão, que aconteceu no dia 13 deste mês. Com a determinação, serviços de assistência religiosa, educacional, social e de capelania, além do atendimento de advogados também ficam suspensos em todas as 17 unidades prisionais do RN. Nenhum caso suspeito foi identificado no sistema penal. MAPA DO CORONAVÍRUS: as cidades com infectados e o avanço dos casos Acompanhe as notícias sobre coronavírus no RN em tempo real Veja mudanças no funcionamento de órgãos públicos e outros serviços no RN Para prevenir e combater o novo coronavírus, a Seap implementou novos protocolos para uso de equipamentos de proteção, higienização de celas e acompanhamento das equipes de saúde. Os presos que chegam ao sistema penal na Grande Natal, por exemplo, passam por um diagnóstico clínico prévio na Central de Recebimento e Triagem e vão para alas de quarentena, onde são acompanhados mais de perto pelas equipes de saúde prisional conveniada com o município de Parnamirim. “A cadeia é um ambiente muito suscetível a penetração do vírus. O coronavírus é assintomático no início e as pessoas entram no sistema prisional sem apresentar sintomas. E se o vírus entrar no sistema, rapidamente vai se propagar porque vai achar o ambiente muito propício. Por isso decidimos isolar toda as cadeias”, explicou o titular da Seap, Pedro Florêncio. A Seap remanejou 300 presos da Cadeia Pública de Ceará-Mirim para uma outra unidade da Região Metropolitana de Natal e criou um pavilhão de quarentena com celas de isolamento. Os detentos foram vacinados contra sarampo, caxumba e rubéola. No dia 16 de abril, eles serão imunizados contra a gripe. As 17 unidades do RN recebiam, em média, 30 mil visitas por mês. Cada presídio possui uma cela para isolamento pela doença, caso seja necessário. Segundo a Seap, os presos foram informados da pandemia pelos policias penais e estão colaborando com as medidas de higiene e limpeza. Initial plugin text
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree