-->

Maior hospital público do RN confirma primeira morte de paciente que estava infectado com coronavírus

14 Mai 2020

No Hospital Walfredo Gurgel, referência em traumatologia, 30 profissionais já se contaminaram com a Covid-19. Hospital Walfredo Gurgel é especializado em traumas Inter TV Cabugi O Hospital Monsenhor Walfredo
Gurgel, maior do Rio Grande do Norte, confirmou a primeira morte de um paciente que estava com o novo coronavírus, na quarta-feira (13). Apesar de não ser uma unidade especializada em tratamento da Covid-19, o Walfredo Gurgel contabiliza ainda pelo menos 30 profissionais da saúde infectados com a doença. O paciente estava infectado, mas, de acordo com o hospital, não é possível dizer se ele morreu por causa do coronavírus. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), o paciente chegou ao hospital em Natal com uma hemorragia intracraniana grave decorrente de um acidente doméstico no dia 5 de maio. O homem foi submetido a uma tomografia, que apresentou um resultado de padrão "vidro fosco" indicando assim uma alteração na estrutura pulmonar. MEMORIAL: os brasileiros que perderam a vida na pandemia do coronavírus MAPA DO CORONAVÍRUS: as cidades com infectados e o avanço dos casos Acompanhe as notícias sobre coronavírus no RN em tempo real Veja mudanças no funcionamento de órgãos públicos e outros serviços no RN O resultado foi considerado "sugestivo" para a Covid-19 e o paciente foi encaminhado para uma ala de isolamento do Walfredo Gurgel. Foram colhidas duas amostras para exame de detecção do novo vírus. Durante o internamento, o homem piorou e faleceu na terça-feira (12). O exame que testou positivo para diagnóstico do novo coronavírus chegou ao hospital, na noite de quarta (13). De acordo com a direção do Hospital Walfredo Gurgel, que é referência em traumatologia no estado, dos 30 funcionários infectados com a nova doença, "alguns" já se recuperaram e retornaram às atividades. Ainda segundo os gestores do hospital, quando um funcionário apresenta qualquer sintoma de coronavírus, ele é encaminhado para o Núcleo de Assistência à Segurança e a Saúde do Trabalhador (NASST). Em seguida o servidor é afastado por sete dias e só passará por teste após o oitavo dia de afastamento, caso esteja assintomático há 72 horas. Initial plugin text
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree