-->

Principal reservatório de água do RN atinge maior volume desde 2012

28 Mai 2020

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves chegou a 60,87% da capacidade total. Total de recursos hídricos, que representa a soma dos mananciais, também aumentou no estado. Barragem Armando Ribeiro atingiu boa
marca Divulgação A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, principal reservatório de água do Rio Grande do Norte, atingiu nesta quinta-feira (28) o seu maior volume desde 2012. O manancial chegou aos 60,87% da capacidade total, atingindo cerca de 1,4 bilhões de metros cúbicos dos 2,37 bilhões que dispõe. Os dados constam no Relatório do Volume dos Principais Reservatórios estaduais e foram divulgados nesta quinta-feira (28) pelo Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn). Desde outubro de 2012 que a barragem Armando Ribeiro não atingia esse volume de água. O aumento no nível da barragem contribuiu também para que o Rio Grande do Norte atingisse a melhor situação hídrica do estado em oito anos. De acordo com a Igarn, que monitora 47 reservatórios, há atualmente um acumulado de 2.330.418.082 m³ de água, que correspondem a 53,24% da capacidade hídrica total no RN. Barragem Armando Ribeirou atingiu melhor marca desde 2012 Divulgação Quem também teve grande aporte hídrico recentemente foi o Gargalheiras, em Acari, que chegou a 33,32% da capacidade total, que é de 44.421.480 m³. Este é o maior acumulo de água do manancial desde fevereiro de 2013. Outro manancial que atingiu o maior volume em muitos anos foi a barragem Umari, localizada em Upanema. Ela chegou a 85,78% da capacidade total, que é de 292.813.650 m³ - é o maior volume atingido desde 2009, ano em que o manancial chegou a sangrar. Barragem Armando Ribeiro atingiu maior volume Divulgação Outras barragens A barragem Santa Cruz do Apodi voltou a receber água após algumas semanas e está com 36,01% da capacidade total, que é de 599.712.000 m³. A barragem Pau dos Ferros e está com 37,35% da capacidade - desde agosto de 2012 o reservatório não atingia este represamento de águas. O açude Rio da Pedra, localizado em Santana do Matos também atingiu sua melhor marca desde dezembro de 2012, chegando a 44,5% da capacidade total. O reservatório de Cruzeta chegou a 21,38%, marca última vez atingida em junho de 2014. Depois de secar no início do ano, o açude Itans, em Caicó, está acumulando 10.900.117 m³, que correspondem a 14,37% da capacidade total. Cheios Os reservatórios que permanecem com 100% da sua capacidade no RN são: Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz Apanha Peixe, em Caraúbas Encanto, em Encanto Mendubim, em Assu Beldroega, em Paraú Morcego, em Campo Grande Dourado, em Currais Novos Pataxó, em Ipanguaçu Os Reservatórios que já sangraram nesta quadra invernosa do interior e continuam com níveis acima dos 90% das suas capacidades são: Santana, em Rafael Fernandes (99,67%) Passagem, em Rodolfo Fernandes (98,04%) Santo Antônio de Caraúbas (98,5%) Com mais de 70% estão a barragem Marcelino Vieira, em Marcelino Vieira (73,17%) e Rodeador, em Umarizal (82,02%). Inferior a 10% Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, apenas 2 estão com níveis inferiores a 10% da capacidade, sendo, portanto, considerados em nível de alerta. Passagem das Traíras, que está em reforma e não pode acumular grande volume hídrico tem 1,36% do volume máximo e Esguicho, em Ouro Branco, tem 2,33%. Os mananciais completamente secos também são Inharé, localizado em Santa Cruz; e Trairi, localizado em Tangará. Situação das lagoas A Lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da Zona Norte de Natal, está atualmente com 100% da capacidade. A Lagoa do Bonfim, em Nísia Floresta, está com 52,48% do volume total que pode receber, que é de 84.268.200 m³. A Lagoa do Boqueirão, em Touros, também está com o seu volume máximo que é de 11.074.800 m³.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree