-->

Visitas presenciais são retomadas nas unidades prisionais de Mossoró

16 Setembro 2020

Secretaria da Administração Penitenciária (Seap) informa que ambientes onde acontecem as visitas são higienizados e não existe contato físico entre interno e visitante. Visitas presenciais são retomadas em unidades
prisionais de Mossoró Cedida As visitas presenciais no Complexo Penal Estadual Agrícola Dr. Mário Negócio, em Mossoró, foram retomadas nesta quarta-feira (16). Na Cadeia Pública do município, as visitas ocorreram na segunda (14) e terça-feira (15), seguindo calendário divulgado pela Secretaria da Administração Penitenciária (Seap). O acesso obedece uma série de protocolos de prevenção ao novo coronavírus, com todos os cuidados para a segurança e preservação da vida de internos, familiares e servidores. Segundo a Seap, das 16 unidades com presos no RN, 10 já retomaram as visitas presenciais. O Rio Grande do Norte foi o primeiro estado do Brasil a suspender as visitas, no dia 13 de março, e foi um dos últimos a reabrir, no dia 31 de agosto. De acordo com o plano elaborado pela Seap neste retorno gradual, a retomada das visitas na Penitenciária Estadual do Seridó, em Caicó, será no dia 21. Nas unidades com mais de 600 presos, as visitas reiniciam entre 23 de setembro e 9 de outubro. A Seap informou ainda que as televisitas por meio da internet, realizadas mediante agendamento no site do sistema prisional e com a supervisão de policiais penais, continuam sendo realizadas e não impedem que o preso receba a visita presencial. Os ambientes onde ocorrem as visitas são higienizados e não existe contato físico entre interno e visitante. O uso de máscara individual é obrigatório para custodiados e familiares. Só está sendo liberado um visitante adulto por preso. Não é permitido visitante com idade superior a 60 anos, do grupo de risco, gestante, e que apresente qualquer sintoma relacionado à Covid-19. A visita tem 30 minutos de duração a partir do encontro entre o visitante e o apenado. O sistema prisional do RN tem aproximadamente 10 mil internos e não registrou óbito decorrente da Covid-19. Embora nenhum servidor do sistema esteja contaminado, há 35 casos confirmados entre os internos.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree