-->

Exposição de quadros que exploram relação entre moralidade e ego está em cartaz em Natal

24 Junho 2019

As telas, assinadas pelo potiguar Ery Medeiros, mostram uma nova nuance do trabalho artista plástico, que revela um flerte com o movimento Pop art. Exposição “Vaidade Seja Dita” fica
aberta na Galeria Iguales, em Natal, até 20 de julhoTallyson Moura A exposição “Vaidade Seja Dita” fica aberta na Galeria Iguales, em Natal, até 20 de julho. As telas, assinadas pelo potiguar Ery Medeiros, mostram uma nova nuance do trabalho artista plástico, que revela um flerte com o movimento Pop art. A principal peça dessa mostra é a releitura de um clássico da Disney. Em “A Branca de Neve e os sete pecados capitais”, Ery posiciona a protagonista, tida como símbolo de pureza, em meio a sete anões caricatos, que interagem com balões inflados, representando os egos. O pano de fundo da exposição é a relação entre a moralidade e o ego, descrita por Sigmund Freud. Todas as obras da exposição são pintadas em óleo sobre tela de linho, esticada em chassi de cedro. “Tentei fica mais livre para iniciar essa nova série de trabalho. A arte contemporânea nos impõe muitos desafios. Para um artista que conhece as diferentes linguagens, criar algo novo, abstraindo de toda e qualquer referência do que já foi visto e estudado é algo complexo. E isso se torna ainda mais desafiador quando precisamos, na arte, propor uma leitura a partir do que é belo”, conta Ery Medeiros. Para as telas sobre ego, o artista fugiu um pouco das técnicas e explorou uma pintura mais íntima e pessoal. “É um vale tudo! Me desprendi da ideia de me limitar a um estilo”, destaca. Em outros trabalhos, também presentes na exposição, Ery Medeiros trouxe um toque moderno aos materiais clássicos. Ao modo “alla prima”, ele não repete a pincelada, desfazendo a tinta a procura de outras nuances. Ery Medeiros Ery é conhecido principalmente por suas esculturas de personalidades potiguares, mas a primeira descoberta do seu trabalho foi a pintura. A primeira exposição individual aconteceu em 1997, na Capitania das Artes, em Natal, porém seu currículo traz várias exposições no Brasil e no exterior. Uma das mais expressivas, a “Atleta e Cores: Brasil – Itália”, reuniu obras de 30 artistas – 15 italianos e 15 brasileiros – exaltando o esporte no ano de olimpíadas no Brasil. Neste projeto, Ery Medeiros compôs em sua obra três ciclistas em movimento mediante um estilo de pintar que não privilegia o detalhe, mas o conjunto. A mostra solo Felizcidade, realizada na Aliança Francesa, em Natal (2013), foi apresentada em seguida na Maison de l’Amerique Latine, em Rhône-Alpes, e na Aliança Française, em Lyon, França. Ery Medeiros também já participou de mostras nos Estados Unidos. O potiguar, natural de Santa Cruz, transita com desenvoltura entre a pintura e a escultura. Há várias peças de sua autoria em praças públicas e instituições da capital, tais como as de Nivaldo Monte, no Parque da Cidade, do presidente Kennedy, na praça de mesmo nome, de Dinarte Mariz, no Tribunal de Contas do Estado e na Reitoria da UFRN, e de Djalma Maranhão, na Câmara dos Vereadores. Serviço Exposição "Vaidade Seja Dita" Galeria Iguales – Avenida Hermes da Fonseca, 1062 Aberta a partir de 21 de junho e até 20 de julho Visitação às segundas das 10 às 19h, e, de terça a sábado, das 10h à 00h Pano de fundo da exposição "Verdade Seja Dita" é o equilíbrio entre a moralidade e o ego, descrita por Sigmund Freud Tallyson Moura
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree