-->

Empresários protestam pela reabertura do comércio e de indústrias em cidades do RS

27 Março 2020

Atos pedem a suspensão de medidas de quarentena, contrariando recomendações das autoridades da área de saúde no Brasil e no mundo. Manifestantes foram até a Prefeitura de Novo Hamburgo Joyce
Heurich/ RBS TV Empresários fizeram carreatas, na manhã desta sexta-feira (27), pedindo a reabertura do comércio e de indústrias em cidades do Rio Grande do Sul. Os atos pedem a suspensão de medidas de quarentena, contrariando recomendações das autoridades da área de saúde no Brasil e no mundo. O pedido dos empresários é contrário à determinação da Organização Mundial da Saúde, que recomendou que as pessoas devem ficar em casa. O órgão alertou sobre a aceleração da pandemia em quase todo o mundo, e informou que "milhões" poderão morrer se países não agirem com "ação agressiva" contra o coronavírus. Em Novo Hamburgo, Região Metropolitana de Porto Alegre, os carros saíram da Rua Primeiro de Março, no Centro da cidade, por volta das 10h, e seguiram em direção à prefeitura, onde ficaram concentrados. A manifestação durou até perto do meio-dia. A prefeita da cidade, Fátima Daudt (PSDB), disse que o decreto de fechamento do comércio e da indústria está em vigor até dia 6 de abril, e informou que aguarda o decreto da Presidência da República, liberando a abertura das atividades econômicas. "Enquanto esta responsabilidade for do município seguirei com o equilíbrio", diz. Em Sapiranga, também na Região Metropoliana, empresários pediram a reabertura de fábricas e do comércio. Eles se concentraram no Parcão da cidade por volta das 13h, e terminaram a carreata no Centro. Em Rio Grande, empresários também se concentraram em frente à prefeitura, pedindo a reabertura do comércio local. A carreata reuniu dezenas de veículos. Um carro de som foi utilizado durante o trajeto para chamar a atenção da comunidade. Em Porto Alegre, manifestantes realizaram carreata com saída do Largo Zumbi dos Palmares com destino ao Palácio Piratini. Eles pediam o fim da quarentena com buzinaços, cartazes e bandeiras do Brasil. A população, que é contrária ao fim da quarentena, iniciou um panelaço das janelas dos apartamentos próximos. Logo na saída do Largo, um pedestre acertou um carro com uma panela. Segundo a Brigada Militar, não houve danos ao veículo e a carreata seguiu. Em Passo Fundo e Erechim, no Norte do estado, manifestantes percorreram as principais avenidas na tarde desta sexta. Em Passo Fundo, uma reunião está marcada para este sábado (28), entre as entidades empresariais e a prefeitura. Initial plugin text
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree