Terça, 15 Setembro 2020 06:33

PF investiga fraudes no sistema do Ibama para beneficiar donos de terras na Amazônia Legal


Prejuízo aos cofres públicos é estimado em R$150 milhões. Investigação apontou que estelionatários produziam documentos falsos para se passarem por servidores. G1 aguarda posicionamento do órgão. Instituto Brasileiro do
Meio Ambiente (Ibama) em Brasília Google/Reprodução A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (15) uma operação que investiga fraudes no sistema do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) a partir do uso de dados de servidores do órgão. De acordo com a apuração, estelionatários alteravam informações nos sistemas, por meio de certificados digitais (tokens) de funcionários do órgão, para beneficiar donos de terras e empresários que possuíam áreas embargadas, principalmente nos estados do Pará e Mato Grosso. O G1 aguarda posicionamento do órgão. Foram cumpridos 48 mandados de busca e apreensão em empresas e residências de beneficiados pelas fraudes, além de cinco prisões. Os alvos são dos seguintes estados: Goiás Minas Gerais Pará Mato Grosso Paraná Rio Grande do Sul São Paulo Tocantins De acordo com a PF, foram constatados 122 desembargos irregulares em nome 54 pessoas físicas e empresas. A estimativa é de que a fraude tenha causado um prejuízo de R$ 150 milhões para a União, em multas não pagas e descumprimento de embargos em áreas ambientais da Amazônia Legal. Esquema criminoso De acordo com as investigações, os crimes foram cometidos por uma quadrilha, com possível "auxílio de servidores públicos". O grupo é suspeito de selecionar funcionários do Ibama que teriam documentos falsificados. De posse dos documentos, os criminosos se passavam pelos servidores e acessavam os bancos de dados do Ibama. Com a invasão, conseguiam realizar o desembargo das propriedades rurais que foram multadas pela fiscalização. Os criminosos teriam ainda emitido certidões negativas, que são requisitos para obtenção de licenças federais e estaduais, além de financiamentos e empréstimos. Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.
Ler 36 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.