-->

Energisa viabiliza funcionamento de UPA de Jaci-Paraná em tempo recorde

31 Março 2020

Unidade de saúde, a cerca de 90 Km de Porto Velho, dará atendimento médico à comunidade de Jaci-Paraná e localidades próximas Em menos de três dias, em uma ação
estratégica de enfrentamento ao Covid-19, a Energisa Rondônia realizou o estudo de projeto, aprovação e ligação da energia elétrica da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região de Jaci-Paraná, distrito da capital rondoniense, Porto Velho, distante cerca 90 quilômetros do centro. A intervenção normalmente levaria cerca de 60 dias para ser concluída, devido a necessidade de análise e adequação do projeto, logística e distância do distrito em relação a capital. Acabou incluída na linha de ação Energia do Bem, um dos programas de responsabilidade social corporativa da companhia, e teve todos os seus prazos otimizados. Graças ao esforço, a Prefeitura de Porto Velho poderá garantir atenção médica às centenas de pessoas que moram nas comunidades de Jaci-Paraná e linhas rurais que ficam no entorno da BR-364, sentido Acre. "É mais uma medida das muitas que a Energisa está sendo chamada a tomar nos dez estados onde atua. São ligações elétricas, aumentos de carga, tudo urgente, com o objetivo de oferecer condições de funcionamento a unidades de saúde e fazer frente aos desafios da saúde pública causados pela pandemia do novo coronavírus", resume o diretor-presidente da Energisa Rondônia, André Theobald. Daniel Andrade, Gestor de Clientes Especiais da Energisa Rondônia, conta que a ação foi muito rápida. A análise e viabilidade de carga que, em tempos normais, é feita em 30 dias, foi atendida em apenas uma hora. A análise do projeto, que também leva 30 dias, foi resolvida em dois dias úteis, com vistoria e disponibilização do material. Para se ter ideia do montante de energia disponibilizada, a eletricidade destinada a unidade daria para atender 160 domicílios tranquilamente. A equipe da Energisa realizou o serviço na UPA de Jaci-Paraná em tempo recorde. Acervo Energisa. "A mobilização e garra de todo o time da Energisa envolvido foi que possibilitou a energização da UPA em tempo recorde. Isso sim é energia do bem”, afirma o Gestor, frisando que, por conta das medidas de segurança contra o Covid-19, toda o trabalho foi desenvolvido apenas pelas equipes emergenciais, com o uso dos equipamentos de proteção individual (EPI) necessários para prevenir acidente e também a contaminação pelo novo coronavírus.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree