-->

Coronavírus: Governo de Rondônia recebe denúncias de violação da quarentena

03 Abril 2020

Revelação foi feita pelo secretário de Saúde, Fernando Máximo, em vídeo nesta sexta-feira (3). Descumprimento pode levar à multa e prisão. Coronavírus (Covid-19) Hellen Souza/ Arte-G1 O secretário
de Estado de Saúde (Sesau), Fernando Máximo, revelou nesta sexta-feira (3) que tem recebido denúncias de violação da quarentena – os 14 dias de isolamento compulsório (obrigatório) para combater a propagação do novo coronavírus. A situação foi informada por meio de vídeo do chefe da pasta publicado no perfil da Sesau no Instagram. "Estão chegando para a gente denúncias de violação de quarentena. Que que isso? Algumas pessoas que eram para estar em quarentena porque estão confirmadas com coronavírus ou casos suspeitos quando a vigilância epidemiológica está indo visitar as pessoas eles não estão em casa. Me fizeram uma denúncia ontem [quinta-feira] em uma cidade do interior. Pedi para que fosse feita uma queixa na polícia, e isso é crime", disse Fernando Máximo no vídeo. Initial plugin text No mês passado, os ministérios da Saúde e da Justiça e Segurança Pública definiram os critérios para situações de quarentena no Brasil para frear a pandemia. O descumprimento dessas medidas, segundo as regras, "acarretará a responsabilização civil, administrativa e penal dos agentes infratores". O crime de violação de quarentena poderá ser enquadrado no artigo 268 do Código Penal, que trata de crimes contra a saúde pública. A penalidade também está prevista no decreto estadual de calamidade pública, e a pessoa pode ficar de um mês a um ano presa. "Então se você está em quarentena, por favor, fique em casa! Isolado! Não saia! Se você que está nos assistindo sabe de alguma pessoa que violou a quarentena, que saiu da sua casa antes do prazo estando em quarentena, estando com caso suspeito, denuncie, vá até a secretaria municipal de saúde. Isso não pode acontecer", reforçou o secretário. Isolamento e quarentena A portaria dos ministérios da Saúde e da Justiça se baseia na Lei 13.979, sancionada no mês passado, que definiu os primeiros parâmetros para o controle da pandemia no Brasil. Este texto permitiu, por exemplo, que brasileiros fossem trazidos de Wuhan, na China – primeiro epicentro da doença. A lei define, entre outras coisas, a diferença entre isolamento e quarentena. Segundo o texto: isolamento: separação de pessoas doentes ou contaminadas, ou de bagagens, meios de transporte, mercadorias ou encomendas postais afetadas, de outros, de maneira a evitar a contaminação ou a propagação do coronavírus; e quarentena: restrição de atividades ou separação de pessoas suspeitas de contaminação das pessoas que não estejam doentes, ou de bagagens, contêineres, animais, meios de transporte ou mercadorias suspeitos de contaminação, de maneira a evitar a possível contaminação ou a propagação do coronavírus. Novo boletim Rondônia continua com 10 casos confirmados de novo coronavírus. Entre eles há uma morte. A informação consta no novo boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) na tarde desta sexta-feira (3). Os dados do governo revelam ainda que há outros 165 exames aguardando resultado e 518 casos descartados. Até quinta-feira (2), havia 162 exames aguardando resultado e 493 casos de coronavírus Sars-Cov-2 descartados. A mais recente paciente diagnosticada com Covid-19 é uma idosa de 70 anos, moradora de Porto Velho, que está internada em um hospital particular. O estado clínico é estável. Esse é o primeiro caso de paciente diagnosticado com Covid-19 que está internado em Rondônia. Initial plugin text VÍDEOS: incubação, sintomas e mais perguntas e respostas BOATOS: O que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus GRUPOS VULNERÁVEIS: veja quais grupos têm mais complicações SINTOMAS: febre, tosse e dificuldade de respirar, entenda em detalhes 'Disque Corona' A Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) divulgou nesta semana o "Disque Corona" com o objetivo de tirar dúvidas de moradores sobre a Covid-19 antes de procurarem as unidades de saúde de Rondônia. Segundo a Sesau, profissionais de saúde são as pessoas que atendem a população do outro lado da linha e orientam o que é recomendado para cada caso. Disque Corona dos municípios de Rondônia Governo de RO/Divulgação Quem são os infectados? Ji-Paraná: Paciente de 29 anos, que mora em São Paulo, e que esteve na cidade a trabalho; Porto Velho: Pacientes de 35 anos e 45 anos. Ambos apresentaram sintomas depois de retornarem de viagens; Porto Velho: Pacientes de 39 anos e 36 anos. Os dois são um casal de Porto Velho. O homem foi diagnosticado com a doença após voltar de São Paulo e a mulher apresentou sintomas depois que o marido retornou de viagem; Porto Velho: Paciente de 31 anos. Ela não tem histórico de viagem para outro país com transmissão de Covid-19 nos últimos 15 dias. Porto Velho: Paciente de 66 anos. Ela não tinha histórico de viagens e deu entrada no hospital com sintomas como tosse e febre. A senhora morreu no dia seguinte a internação. Jaru: Paciente de 35 anos. A mulher veio de viagem, então pegou o vírus fora do município. Estava em quarentena, foi monitorada e passa bem. Porto Velho: Paciente de 45 anos. Ela apresentou os primeiros sintomas no dia 18 de março e, com isso, coletou amostra no Pronto Atendimento Municipal Ana Adelaide. Está em isolamento social e é monitorada pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs). Porto Velho: Paciente de 70 anos. Ela é o primeiro caso de paciente diagnosticado com Covid-19 que está internado em Rondônia. Pandemia O Ministério da Saúde atualizou seus números nesta sexta-feira (3), informando que o Brasil tem quase 360 mortes e mais de 9 mil casos confirmados de coronavírus. O avanço da doença está acelerado: foram 25 dias desde o primeiro contágio confirmado até os primeiros 1.000 casos (de 26 de fevereiro a 21 de março). No entanto, os outros 2.000 casos foram confirmados em apenas seis dias (de 21 a 27 de março). Guia de isolamento domiciliar por causa do novo coronavírus Arte/G1 Initial plugin text
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree