-->

MP denuncia dona de farmácia por tráfico de drogas em Pacaraima

31 Março 2020

Na casa da empresária foram encontradas mais de 1,5 mil caixas de medicamentos, além de diversas folhas de receituários médicos em branco, carimbadas e rubricadas por médicos. Farmácia alvo
da denúncia do MPRRDivulgação/Polícia Federal O Ministério Público de Roraima (MPRR) denunciou a dona de uma farmácia de Pacaraima, ao Norte do estado, por tráfico de drogas, associação ao tráfico, receptação e comercialização de medicamento sem registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta terça-feira (31). Em 2019, o estabelecimento foi alvo de uma operação da Polícia Federal. A farmácia funcionava por meio de um esquema ilegal de venda de remédios da rede pública e de medicamentos controlados sem autorização. Na casa da dona da farmácia foram encontradas mais de 1,5 mil caixas de medicamentos, além de diversas folhas de receituários médicos em branco, carimbadas e rubricadas por médicos inscritos no CRM e R$ 80 mil. Na época, o estabelecimento estava interditado pelo Conselho Federal de Farmácia. Os medicamentos eram mantidos na residência da empresária para evitar a fiscalização dos órgãos de vigilância sanitária, segundo o promotor de Justiça substituto, Valcio Ferri. "A denunciada é proprietária de uma Drogaria há cerca de 10 anos, com ampla experiência no segmento em questão, então é lógico concluir que sabia se tratar de medicamentos decorrentes de produto de crime", afirmou Ferri. De acordo com o MPRR, a empresária, o marido dela e o gerente da drogaria adquiriam os medicamentos controlados de uma distribuidora de Boa Vista, que não exigia a licença da Anvisa. O Ministério pede a Justiça que os medicamentos sem registro sejam destruídos e que o restante seja encaminhado à Secretaria de Saúde (Sesau).
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree