-->

Bombeiros resgatam boneco de rapaz com deficiência mental em SC e imagem viraliza

26 Fevereiro 2020

'Não tem preço que pague ver a felicidade dele', diz bombeiro que fez o atendimento. Bombeiros resgatam boneco de rapaz com deficiência intelectual Uma ocorrência inusitada mobilizou os bombeiros
voluntários de Joinville, no Norte catarinense, no último fim de semana. Eles foram chamados na noite de domingo (23) para fazer o resgate de um boneco que é o brinquedo preferido de um homem de 49 anos com deficiência mental. A postagem da corporação sobre essa história numa rede social teve mais de mil compartilhamentos. O boneco caiu de um prédio da região central, de uma altura de aproximadamente 10 metros, e foi parar no telhado da frente, na noite de sábado (22). O brinquedo, chamado de Nico, pertence a Sérgio da Silva, de 49 anos. Ele sofre de deficiência intelectual provocada pela falta de oxigenação no cérebro na hora do nascimento. Bombeiro Heveraldo Santos segura boneco Nico na presença de outros bombeiros voluntários e de Sérgio da Silva CBVJ/Divulgação A irmã dele, Solange da Silva, explicou que Sérgio tem o boneco há sete anos e que o brinquedo caiu enquanto ele passava o fim de semana na casa de outra irmã, Kátia Regina da Silva. "Foi bem difícil. Ele chorou, não queria ficar mais lá. A gente tentou esperar o vizinho chegar para pegar, mas os moradores estavam viajando no carnaval. Eu tive a ideia de ligar para os bombeiros, foi onde consegui essa ajuda", contou Solange. Os bombeiros só foram chamados no dia seguinte, por volta das 22h. Quatro deles foram até o local. "Recebemos o chamado de que era para resgatar uma boneca, de uma criança, que tinha caído em um telhado", contou o bombeiro voluntário Heveraldo Barbosa dos Santos, que participou dos trabalhos. "Os bombeiros foram muito solícitos. A gente explicou a situação, que era uma pessoa especial, e pediram para aguardar um momento que eles chegariam. Em momento algum recusaram, foram maravilhosos", relatou Solange. Sérgio da Silva no caminhão dos bombeiros voluntários de Joinville CBVJ/Divulgação Heveraldo Santos disse que os socorristas tiveram dificuldade para fazer o resgate. Tentaram pegar o boneco subindo numa marquise e num dos apartamentos, entre outras medidas. Isso até um dos bombeiros conseguir laçar o brinquedo. O serviço todo durou cerca de 1h40 e a reação de Sérgio emocionou os socorristas. "Ele chegou, pegou o boneco, abraçava, beijava. Foi uma luz que veio em cima da gente. Eu nunca tinha passado por nada parecido antes. Não tem preço que pague ver a felicidade dele", recordou Santos. Sérgio da Silva segura o boneco Nico e posa para foto com bombeiros voluntários de Joinville CBVJ/Divulgação "Quando a gente chegou lá, o boneco estava no colo do bombeiro e ele nem esperou estacionar o carro, já desceu e foi pegando 'é meu o boneco, é meu', e beijava o boneco. Para a gente foi uma emoção muito forte", disse Solange. Nesta terça-feira (25) o Sérgio reencontrou com a equipe que fez o resgate e, para comemorar a volta do Nico, deu até uma voltinha no caminhão da corporação. Veja mais notícias do estado no G1 SC
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree