-->

'Essa tempestade vai passar', diz velejadora de SC Heloísa Schurmann sobre coronavírus; veja dicas

27 Março 2020

Família de Santa Catarina que passou dias trancada em barco durante 30 anos de viagens em alto-mar fala sobre como enfrentava o isolamento. Isolamento social: Veja dicas de
como enfrentar o período em casa Com 30 anos de experiência velejando pelo mar, muitos dos dias confinados em um barco no oceano, a família Schurmann compartilha dicas para enfrentar melhor o isolamento social durante a pandemia do novo coronavírus. Os catarinenses também estão confinados e comparam os dias e isolamento social às tempestades que enfrentaram em alto-mar. "Não tem jeito, tem que ficar no barco. A principal dica é a paciência. Para enfrentar as tempestades foram momentos de tensão, de todo mundo ter que se preparar. É importante sentar e conversar: 'Olha, vai entrar esta tempestade, tem que ter calma, a gente não pode entrar em pânico'", afirma Heloísa Schurmann, velejadora e ativista ambiental. Ela e o filho David estão isolados em São Paulo. Parte da família estava viajando e faz a quarentena no mar, nas Maldivas. VÍDEOS: Incubação, sintomas e mais perguntas e respostas O que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus Segundo Heloísa, impor uma rotina com planejamento e disciplina é importante para dar conta das tarefas diárias e também para manter a saúde. "Passamos 30 dias cruzando oceanos com os filhos pequenos e algumas dicas fui aprendendo nesse meio tempo, a principal delas é ter paciência. E ter hora de acordar, de tomar café da manhã, as horas das aulas, do almoço, do lazer, tem que ter hora de entretenimento, de ler, cantar, ouvir música", diz. Heloísa e David Schurmann compartilham dicas para enfrentar melhor isolamento social NSC TV/Reprodução Pensar em coisas boas e ter planos Com a gravidade do momento, a sugestão deles também de ter planos e de não falar sobre o coronavírus o tempo todo. "Colocamos uma regra que é de não falar na hora da refeições, dos desafios, problemas, dos números que estão aumentando e gerar essa ansiedade. Tem funcionado bastante aqui e lembro que no barco era a mesma coisa: não falar sobre isso na hora da mesa e sim falar de coisas boas, coisas bacanas, manter a energia positiva. Caso contrário, se é só ansiedade, só tensão, ninguém aguenta viver em um pequeno espaço", afirma o cineasta David Schurmann. Muitas das viagens da família de SC voi dentro do veleiro Kat, de 80 pés Alba Valéria Mendonça/G1 Em Santa Catarina, esta é a segunda semana de quarentena. São 149 casos confirmados de pacientes com Covid-19 e uma morte. Para a família experiente em ficar trancada em um espaço pequeno, seguir esses requisitos e bons pensamentos ajudam a enfrentar o isolamento. "É importantíssimo as pessoas entenderem esse momento de ficar fechado, principalmente as pessoas dos grupos de risco, mas estamos vendo no mundo todo pessoas de todas as idades sendo infectadas, então é importante ficar em casa", sugere David. "É bom conversar sobre [como vai ser] quando sair dessa, o que a gente vai fazer, planejamento para depois, isso também ajuda. Colocar uma meta lá na frente para quando sair dessa e não de uma forma só negativa, por mais que vá ser difícil", diz o cineasta David Schurmann. "Meu pedido é que fiquem em casa, por favor. É um ato de amor ao próximo, aos seus pais, seus avós, seus parentes mais velhos, mas também aos jovens muita calma, muita paciência que essa tempestade também vai passar", afirma Heloísa. Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença Foto: Infografia/G1 Initial plugin text Veja outras notícias do estado no G1 SC 30 dias e as tempestades. Momentos de tensão, como aliviá-los, com conversa, disciplina.Saber, em resumo, que a tempestade assusta, mas ela vai passar. 16:40:22 a 16:40:46 Paralelo dos 30 dias no barco com o nosso confinamento. O nosso também vai ser longo. E ele pode ser o momento certo para refletirmos a vida, nos conectarmos com a família. 16:41:41 a 16:42:08 Resiliência. criar resiliência independente do tamanho da tempestade. Compara com quando quebraram o mastro em meio a travessia. 16:44:58 a 16:45:23
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree