-->

Em reunião com prefeitos, governador de SC diz que deve prorrogar medidas de isolamento social contra coronavírus

29 Março 2020

Segundo Carlos Moisés, retomada gradual de atividades paradas depende de chegada de recursos para o sistema de saúde. Governador de SC Carlos Moises em reunião na manhã deste
domingo Secom/Divulgação Em uma reunião na manhã deste domingo (29) com prefeitos das maiores cidades catarinenses, o governador Carlos Moisés (PSL) sinalizou que deve prorrogar as ações de isolamento social em Santa Catarina. Na quinta (26), ele anunciou a retomada gradual das atividades no estado, mas neste domingo reforçou que a volta de serviços não essenciais depende da preparação do sistema de saúde. Em Santa Catarina são ao menos 184 pessoas com diagnóstico confirmado de Covid-19 e uma morte em decorrência da doença. Na reunião, o governador não informou quando deve publicar oficialmente a decisão final sobre a prorrogação da quarentena e quais alterações podem ser feitas nos serviços. A reunião virtual contou com a participação da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) e 21 associações de municípios. Muitos dos representantes das cidades aproveitaram a reunião para mostrar preocupação com a retomada das atividades em Santa Catarina a partir de terça (31), fim do decreto que prorrogou por sete dias a quarentena para prevenir a propagação do coronavírus. No entanto, segundo Moises, as atividades são essenciais só serão retomadas se equipamentos de proteção individual e recursos do Governo Federal chegarem, assim como materiais para leitos de unidade de terapia intensiva adquiridos pela Secretaria de Estado da Saúde. “Todas essas questões nos levam a uma posição muito tranquila de que temos que aguardar um pouco mais para colocar em ação o nosso plano de retomada das atividades econômicas. Precisamos estruturar melhor a nossa rede para que não tenhamos o risco de uma sobrecarga do sistema enquanto os equipamentos ainda estão chegando”, informou o governador através da assessoria de imprensa do Estado. Com o anúncio na quinta de retomada gradual das atividades não essenciais, mais de 50 organizações científicas publicaram uma manifestação na sexta-feira (27) demostrando preocupação com a decisão. No documento, elas afirmaram que o relaxamento das medidas de isolamento social a partir da primeira semana de abril "não encontra respaldo nas evidências científicas disponíveis". Cuidado com os profissionais de saúde Carlos Moisés conversou na manhã de domingo também com o secretário de Saúde de SC Secom/Divulgação Entre as motivações para o Governo do Estado prorrogar as medidas de restrições está a garantia de segurança dos profissionais que trabalham na saúde. Sem envio de equipamentos pelo Ministério da Saúde 'por problemas logísticos", segundo o Governo estadual, é necessário prorrogar a quarentena. “Não podemos correr o risco de uma abertura sem a garantia do fornecimento de proteção aos profissionais de saúde. Eles precisam estar muito bem equipados. Hoje o nosso estoque operacional ainda não tem capacidade de atender a todos os municípios. Precisamos garantir que todas as regiões de Santa Catarina. Essa é uma questão que nos preocupa”, disse o secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, através da assessoria de comunicação do Governo do Estado. Reunião com prefeitos das capitais Na manhã deste domingo (29) também foi realizada uma reunião online entre os prefeitos das capitais com o Ministro da Economia Paulo Guedes. Segundo o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, na videoconferência o ministro informou que está avaliando a melhor maneira para apoiar empresas e deve ampliar os recursos para área da assistência social. Ainda conforme o prefeito da capital, outro ponto discutido foi a ampliação da ajuda do governo para mais pessoas além das ligadas ao cadastro único. Quarentena na Grande Florianópolis Quatro prefeitos de cidades da Grande Florianópolis já haviam anunciado que manteriam as medidas de isolamento social até a primeira semana de abril. Em Florianópolis a prefeitura anunciou restrições e permitiu a abertura de alguns estabelecimentos, seguindo regras. A decisão foi seguida por outros três municípios de Biguaçu, Palhoça e São José. Em um vídeo, os prefeitos afirmaram estender a quarentena até o dia 5 de abril. Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença Infográfico / G1 Dicas de prevenção contra o coronavírus Arte/G1 Initial plugin text Veja outras notícias do estado no G1 SC
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree