-->

Casos de pacientes com coronavírus sobe para 197 em SC e governo prorroga quarentena

29 Março 2020

Haverá flexibilização para obras públicas, da construção civil e para aberturas de bancos, segundo governador Carlos Moisés. Governador de SC Carlos Moisés anunciou prorrogação de quarentena Secom/Divulgação Santa
Catarina tem 197 casos de pacientes com Covid-19, informou o governador Carlos Moisés na tarde deste domingo (29). Ao menos 16 pessoas dos casos confirmados estão internadas em unidades de terapia intensiva. O estado tem uma morte registrada pela doença. Carlos Moisés (PSL)anunciou que também vai prorrogar as medidas de isolamento social até 8 de abril. "Prorrogação por mais sete dias desta quarentena já estabelecida em Santa Catarina com algumas flexibilizações no que diz respeito a obras públicas, também obras de construção civil e também na questão dos bancos, que a partir de segunda-feira (30) passam a funcionar com uma série de restrições emitidas por portaria", disse o governador do estado. Segundo ele, a necessidade de seguir as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) "na prevenção do contágio pelo coronavírus para que a gente diminua a curva de avanço da doença"' foi alinhada em conversa com os municípios na manhã de domingo e de tarde, em reunião junto com o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), Tribunal de Constas do Estado (TCE), Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). "Pretendemos que os municípios façam pelo menos normas de repetição daquilo que o Estado determina ou que venham, pelo menos, aderir as medidas restritivas que Santa Catarina vem tomando através da autoridade sanitária. Retomada gradativa de atividades adiada Na quinta (26), ele anunciou a retomada gradual das atividades no estado, mas neste domingo reforçou que a volta de serviços não essenciais dependeria da preparação do sistema de saúde. Em uma reunião pela manhã com prefeitos, com a participação da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) e 21 associações de municípios, ele informou que deveria prorrogar a quarentena a partir de quarta-feira (1º). Na terça-feira (31) terminaria o prazo do decreto que prorrogou mais por sete dias a quarentena para prevenir a propagação do coronavírus. Segundo Moises, as atividades são essenciais só poderiam ser retomadas se equipamentos de proteção individual e recursos do Governo Federal chegarem, assim como materiais para leitos de unidade de terapia intensiva adquiridos pela Secretaria de Estado da Saúde. Com o anúncio na quinta de retomada gradual das atividades não essenciais, mais de 50 organizações científicas publicaram uma manifestação na sexta-feira (27) demostrando preocupação com a decisão. Neste domingo, Moises oficializou que a quarentena será prorrogada e, com isso, o retorno gradativo de atividades deve ser adiado. Carlos Moisés conversou na manhã de domingo também com o secretário de Saúde de SC Secom/Divulgação Quarentena na Grande Florianópolis Após o anúncio de que as atividades no Estado seriam retomadas gradativamente, preocupados, quatro prefeitos de cidades da Grande Florianópolis anunciaram que manteriam as medidas de isolamento social até a primeira semana de abril. Em Florianópolis a prefeitura anunciou restrições e permitiu a abertura de alguns estabelecimentos, seguindo regras. A decisão foi seguida por outros três municípios de Biguaçu, Palhoça e São José. Em um vídeo, os prefeitos afirmaram estender a quarentena até o dia 5 de abril. Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença Infográfico / G1 Dicas de prevenção contra o coronavírus Arte/G1 Initial plugin text Veja outras notícias do estado no G1 SC
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree