-->

Polícia prende suspeito de matar mulher trans na zona leste

15 Fevereiro 2020
Catarina morreu a golpes de faca Reprodução Record TV

A polícia prendeu na madrugada deste sábado (15) o suspeito de matar uma transexual a facadas na zona leste de São Paulo. Imagens de câmeras de segurança ajudaram a equipe do DHHP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) a chegar até o homem que, segundo a polícia, afirmou ter matado Catarina porque ela não tinha troco para o valor em dinheiro combinado pelo programa.

Após diligências, os policiais identificaram o homem e cumpriram a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça.

A mulher transgênero de 21 anos foi encontrada morta na rua Mateus Mendes Pereira, na região do Parque do Carmo, por volta das 6h de quarta-feira (12). Conhecida como Catarina, a vítima trabalhava como garota de programa e seu corpo foi descoberto por outras colegas, jogado em uma calçada, segundo informações da Record TV.

Leia mais: Dois suspeitos são mortos em arrastão em ônibus em Guarulhos

Policiais militares foram acionados para atender a ocorrência e, no local, encontraram a vítima sendo atendida por uma equipe do Samu, que constatou o óbito. A vítima apresentava ferimentos provocados por arma branca. Segundo os policiais, ela não portava documentos.

O corpo apresentava cortes na mão, o que pode indicar uma tentativa de se defender. Catarina foi vista com vida pela última vez entrando em um carro vermelho por volta de 5h.

Veja também: Motorista morre após passar mal e bater ônibus na zona leste

A irmã de Catarina disse que a família pretendia levar o corpo para Fortaleza, cidade natal da vítima. Ainda segundo a família, ela era uma pessoa tranquila e querida por todos.

O caso foi registrado no 53º DP (Parque do Carmo), mas é investigado pelo DHPP.


Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree