-->

Pessoas com Covid-19 serão acompanhadas pelo Serviço de Apoio Psicológico em Aracaju

01 Agosto 2020

Atendimento é disponibilizado de segunda a sábado. Monitoramento durante a pandemia André Moreira O Serviço de Apoio Psicológico Remoto, do município de Aracaju, passa a acompanhar também as
pessoas que testarem positivo para a Covid-19. Ele foi criado para prestar suporte à população durante a pandemia do novo coronavírus. Desde a criação em julho, já foram registradas cerca de 2,3 mil ligações. Quando se trata dos positivos para a doença, dois psicólogos fazem as ligações e acompanham essas pessoas de maneira mais constante, de acordo com a necessidade, até receber alta do psicólogo. “O serviço tem se mantido estável e, com o acompanhamento de alguns casos de covid-19, vemos que tem sido bem aceito. Nestes casos específicos, o apoio funciona de maneira diferente dos demais casos. Vale ressaltar que não é uma psicoterapia, é um suporte, ou seja, recebemos as ligações e realizamos orientações pontuais”, explica a coordenadora do Serviço de Apoio Psicológico Remoto, Chenya Coutinho, ao destacar que os casos de covid-19 são encaminhados pelo MonitorAju. Com uma média de 30 ligações diárias, os casos de covid-19 representam 10,3% dos assistidos. Ansiedade e o medo são 9,9% e 8,2%, respectivamente. Os bairros que mais têm procurado o serviço são Santa Maria, São Conrado e Farolândia. “Estamos lidando com um vírus que possui muitos fatores ainda desconhecidos e isso leva a uma alteração psicológica. É tanto que a própria OMS [Organização Mundial da Saúde] orienta a oferta desse tipo de serviço em situações de pandemia ou desastres naturais. O que temos percebido é que, além das questões sobre a saúde em si, as pessoas têm procurado por outras razões. Já registramos, por exemplo, gente que estava com problemas com um terreno e ligou para ter um suporte”, destaca Chenya. O atendimento é disponibilizado de segunda a sexta, pelo 0800 729 3534 (opção 2), e aos sábados pelo 3304 3599, sempre das 8h às 20h. Ao ligar, a chamada é repassada para um dos 20 psicólogos que compõem a Rede de Atenção Psicossocial (Reap), dentre profissionais da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e residentes da UFS. Initial plugin text
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree