-->

Condenado por estuprar e matar mulher com transtornos mentais é preso mais de 30 anos depois do crime

14 Fevereiro 2020

Crime foi na zona rural de Natividade quando o homem tinha 27 anos. Ele foi localizado nesta sexta-feira trabalhando em projeto de assentamento em Porto Nacional. O homem foi
levado para a Cadeia Pública de Natividade Seciju/Divulgação A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (14) um homem de 60 anos condenado por estuprar e matar uma mulher que sofria de transtornos mentais em Natividade, no sudeste do Tocantins. O detalhe é que o crime foi há mais de 30 anos, em 1986. O acusado tinha 27 anos na época do assassinato e só foi condenado em 2011. Ele estava foragido desde então. O delegado responsável pelo caso, Joadelson Rodrigues Albuquerque, informou que o preso estava trabalhando com agricultura familiar em um projeto de assentamento de Porto Nacional quando foi preso. A cidade onde o crime aconteceu fica a cerca de 130 km de distância de onde ele foi preso. O preso não teve o nome divulgado pela Secretaria de Segurança Pública. A pena a que ele foi condenado é de mais de 30 anos. Ele foi levado para a Cadeia Pública de Natividade. Os policiais disseram que o homem não reagiu após ser abordado. A condenação foi por homicídio qualificado. Na época, ele também agrediu o marido da vítima, um idoso de 70 anos. Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree