-->

Aplicativo em fase de teste pode ajudar Polícia Militar a localizar veículos roubados e furtados

31 Mai 2020

Ferramenta deve ter informações de pessoas, mandados de prisão, boletins de ocorrência e dados detalhados de veículos. Até maio deste ano mais de 200 carros e motocicletas foram furtados
no Tocantins. Ferramenta da PM pode ajudar na localização de carros roubados e furtados Reprodução/TV Anhanguera Um novo aplicativo passa por fase de teste e pode ser ferramenta para ajudar a Polícia Militar (PM) a localizar veículos roubados ou furtados no Tocantins. A plataforma deve dar informações de pessoas, mandados de prisão e boletins de ocorrência. Segundo a PM, o aplicativo também dará acesso imediato aos dados dos veículos. (Veja o vídeo) A ferramenta digital “Sinesp Agente de Campo” foi desenvolvida pelo Ministério da Justiça. Com ela os policiais teriam acesso conjunto a várias informações, inclusive consulta detalhada de automóveis, como nome do proprietário, placa e chassi. Segundo o tenente-coronel Moisés Macena, a novidade pode ajudar o trabalho dos militares. “Ele vai juntar, em um só aplicativo, três bancos de dados diferentes. Ou seja, antes a gente consultava pessoas, mandados de prisão e boletins de ocorrência em aplicativos diversos e diferentes. Com esse aplicativo ‘Agente de Campo’ essas três funcionalidades vão estar todas reunidas em um aplicativo só”, explicou o militar Moisés. Mais de 730 mil veículos trafegam nas estradas do Tocantins e, de acordo com a PM, só neste ano mais de 200 veículos foram furtados. De acordo com a polícia, o principal alvo dos criminosos são as motocicletas. O Walison Fernandes é um dos condutores que teve o veículo levado por criminosos. “Estava em casa, a moto estava na frente de casa e estava chovendo no dia então não escutei nada. Quando eu saí da casa a moto não se encontrava mais lá e eu acionei a polícia”, comentou a vítima. Com medo de novos crimes, os motoristas tomam alguns cuidados. “Eu já desço da moto preocupado. Eu entro no supermercado e aqui acolá eu vou para fora dar uma olhada nela preocupado com isso. Porque aqui em Araguaína tem muito roubo de moto”, comentou o aposentado Jesse Oliveira. A ferramenta em questão ainda está em fase de teste nos estados do Tocantins, Pará e Acre e a previsão é que após este período, que vai até junho, o aplicativo passe a funcionar em todo o país. O aplicativo deve ser utilizado através de celulares, por 50 policiais militares em campo. Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree