Bebê e mais três pessoas morrem baleados em tiroteio no Complexo do Alemão

17 Março 2018
no Complexo do Alemão%3B foto emocionante viralizou na madrugada desta sexta" title="Mãe chora morte de filho pequeno no Complexo do Alemão%3B foto emocionante viralizou na madrugada desta sexta">

Mãe chora morte de filho pequeno no Complexo do Alemão%3B foto emocionante viralizou na madrugada desta sexta

Foto: Reprodução/Facebook

A foto acima, que viralizou nessa madrugada, mostra uma mulher chorando a morte do seu filho. Benjamin tinha 2 anos de idade quando, na noite desta sexta-feira (16), foi baleado durante um tiroteio entre policiais militares e traficantes, no Complexo do Alemão. Sua mãe,Paloma Maria Novaes, de 29 anos, ficou ferida ao ser atingida por dois tiros de raspão, mas inconsolável ao notar que o seu bebê havia perdido a vida.

Leia também: Munição que matou Marielle Franco foi roubada da PF, diz ministro

Além do pequeno Benjamin, outrastrês pessoas morreram durante a troca de tiros.Os moradores vítimas são Maria Lúcia da Costa, de 58 anos, e José Roberto Ribeiro da Silva, da mesma idade. A terceira pessoa morta era um dos suspeitos. De acordo com a PM, o tiroteio começou quando criminosos que estavam em um automóvel atiraram contra uma viatura baseada na confluência das avenidas Itaóca e Itararé, as duas principais vias do Complexo do Alemão.

Dois dos criminosos foram baleados pela polícia e presos. Entreelesestá umbandido conhecido como "Carão", apontado pela Polícia Militar como assaltante de caixas eletrônicos e chefe do tráfico na região. Um dos criminosos presos morreu devido aos ferimentos, mas não se sabe a sua identidade.

Protesto e mais vítimas

Por causa do confronto, moradores realizaram um protesto que obrigou à interdição das avenidas. Entre os diversos feridos, há ainda uma criança de oito anos, mas ainda não há detalhes sobre o seu estado de saúde.

Leia também: Imagens mostram Marielle Franco momentos antes de ser morta no Rio

O Batalhão de Choque foi enviado ao local para controlar a situação e desobstruir as vias. Segundo a assessoria da corporação, houve confrontos em vários pontos do Complexo do Alemão, podendo haver mais feridos que os já registrados. A polícia está percorrendo os hospitais da região para checar se houve o ingresso de criminosos feridos.

De acordo com o jornal fluminenseExtra, durante a madrugada deste sábado, agentes da Polícia Civil estiveram no hospital. Eles conversaram com familiares e, inclusive, com Paloma, a mãe de Benjamim. Muito abalada, ela não foi levada para prestar depoimento durante a madrugada. O caso no Complexo do Alemão deverá ser investigado pela Delegacia de Homicídios (DH) da capital.

Leia também: Homem tenta fugir de ronda e polícia descobre confissão de homicídio em mensagem

* Com informações da Agência Brasil.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree