Anistia Internacional exige proteção do Estado ao porteiro do caso Marielle

08 Novembro 2019
testemunha no caso que investiga a morte da ex-vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes.

A proteção da vida e da integridade física do porteiro que prestou depoimento no caso do assassinato da ex-vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes foi solicitada pela Anistia Internacional ao Estado Brasileiro. A diretora executiva da Anistia, Jurema Werneck, solicitou que o Estado garantisse a proteção da testemunha, por meio da inclusão do porteiro no Programa de Proteção à Testemunha.

O argumento utilizado por Werneck, em nome da organização, foi que o caso é "extremamente delicado" e informações pessoas do porteiro foram reveladas, o que poderia expor o porteiro à riscos, “levando em consideração que os acusados de executar Marielle Franco são também acusados de serem integrantes de grupos criminosos". Por isso, o direito à vida "precisa ser preservado", segundo informações divulgadas no portal da organização.

A Anistia também exigiu que o Estado resguarde quaisquer informações como provas e testemunhas do processo. "Garantir a proteção desta testemunha também é garantir justiça para Marielle". A diretora executiva apontou ainda que a apuração dos fatos ligados à morte da vereadora e do motorista não vêm ocorrendo de forma "transparente, imparcial e independente".

O porteiro teria liberado a entrada do ex-PM Élcio Queiroz no para visitar a residência número 58 do condomínio Vivendas da Barra, referente a moradia do presidente Jair Bolsonaro antes de se mudar para o Palácio do Planalto. A passagem de Élcio teria ocorrido na tarde do dia 14 de março de 2018 e o ex-PM teria se direcionado à casa de Ronnie Lessa, outro acusado do crime.

"Uma investigação policial deve ter o cuidado de não expor detalhes que prejudiquem a descoberta dos fatos, mas esse sigilo não significa que as investigações são secretas. Exigimos saber quem mandou matar Marielle e por quê", disse Jurema.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree