Coronel aciona advocacia e polícia do Senado para apurar fake news

08 Julho 2020
Na imagem, o senador Angelo Coronel (PSD-BA) Geraldo Magela/Agência Senado 27.02.2019

O senador Angelo Coronel (PSD-BA), relator do projeto de lei das fake news, acionou a advocacia e polícia legislativa do Senado nesta terça-feira (7) por causa de uma postagem classificada por ele como falsa em rede social.

Coronel denunciou uma publicação, feita pelo perfil @brasilsemprebrasil38, que traz uma conversa em que o senador indicaria um acordo entre o STF (Supremo Tribunal Federal), o presidente Davi Alcolumbre (DEM-AP) e os líderes partidários do Senado para a aprovação do projeto das fake news.

Leia mais: Entenda ponto a ponto do projeto de lei sobre fake news

O senador, então, acionou os dois órgãos do Senado para apurar a origem e a propagação de notícias falsas envolvendo seu nome. Coronel argumenta que o projeto do qual é relator “é cada dia mais importante para rastrear e punir esses meliantes”.

“Foi comigo, mas poderia ser com você. Você acha que ser contra esses atos (publicações falsas) é cercear a liberdade de expressão?” indagou aos seguidores em sua conta no Instagram.

O pedido de análise dessa publicação vai se juntar às demais ameaças contra o senador que estão sendo investigadas. A reportagem do R7 Planalto apurou que a advocacia vai acionar o Facebook para a retirada imediata do conteúdo.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree