Grilagem, direito constitucional a terras e saúde: veja a prova do vestibular indígena 2020 da Unicamp

02 Dezembro 2019

Diretor da Comvest avaliou que prova foi mais exigente do que a de 2018, principalmente em linguagens e matemática. 958 candidatos compareceram em seis cidades de quatro estados.
Questão 19 do vestibular indígena 2020 da Unicamp Reprodução/Comvest Identificado com o público da prova, o vestibular indígena da Unicamp 2020 teve como alguns dos temas abordados os direitos dos povos originários, a grilagem de terras, a importância da vacinação, além de usar citações da liderança Ailton Krenak e de Chico Mendes. Para o diretor da comissão organizadora (Comvest), José Alves Freitas Neto, o exame deste ano foi mais exigente do que o aplicado em 2018. O segundo vestibular indígena da Unicamp foi realizado no domingo (1º) em seis cidades e teve abstenção de 42%. Dos 1.675 inscritos, 958 compareceram. Os municípios com provas foram Campinas (SP), Bauru (SP), Caruaru (PE), Dourados (MS), São Gabriel da Cachoeira (AM) e Tabatinga (AM). Veja a prova completa O diretor da Comvest afirmou que a comissão exigiu mais da interpretação de textos e de funções matemáticas. "Eu destacaria na prova de linguagens por conta da noção de leitura e interpretação ter sido um pouco mais sofisticada do que no ano passado. Mesmo a prova de matemática também, na cobrança de funções. No ano passado a prova ficou mais no campo do raciocínio lógico e matemática e esse ano nós tivemos um pouco mais de análise de cálculos relacionados a geometria e assim por diante". Questão 43 do vestibular indígena 2020 da Unicamp Reprodução/Comvest Alguns temas Saúde dos povos indígenas Educação de indígenas Febre amarela Línguas indígenas Chico Mendes Turismo em terras indígenas Grilagem de terras Mapa da fome Poluição e desmatamento Uso de celular em aldeias Direito constitucional dos povos indígenas Texto de Ailton Krenak Questão 26 do vestibular indígena 2020 da Unicamp Reprodução/Comvest Direito constitucional e citação de lideranças O diretor da Comvest afirmou que o caráter de aproximação com o público-alvo do vestibular, que foi o fio condutor das questões no ano passado, acabou intensificado neste ano. Também houve uso de textos de indígenas. "A estrutura da prova é essencialmente a mesma". "Destacaria inclusive a questão sobre a Constituição, o artigo sobre a constituição. É fundamental as pessoas conhecerem o capítulo sobre os povos indígenas e sobretudo os próprios povos indígenas saberem que o estado brasileiro reconhece e dá a eles a possibilidade de ter as reservas". Questão 45 do vestibular indígena 2020 da Unicamp Reprodução/Comvest Redação A proposta de redação esse ano foi responder uma carta em que o candidato era colocado em um dilema entre atender a sua comunidade usando o conhecimento adquirido no curso ou aceitar uma proposta de emprego em outra localidade. "Por exemplo, na enfermagem, tinha que responder uma carta a um parente na aldeia dizendo que ele vivia um dilema: ele deveria retornar à aldeia e ajudar com seus conhecimentos, ou considerando o excelente convite que ele recebeu de médicos, se ele deveria integrar essa equipe e ajudar financeiramente a família, porque a proposta de trabalho era muito interessante para ele. Então ele teve que posicionar-se a respeito, da sua escolha, que eu acho que faz parte do dilema desses candidatos", explica José Alves. Questão 12 do vestibular indígena 2020 da Unicamp Reprodução/Comvest Segundo vestibular indígena A divulgação dos convocados para matrícula em 1ª chamada e a lista de espera serão publicados no site da Comvest em 6 de janeiro de 2020. O processo seletivo teve a primeira edição no ano passado com o objetivo de aumentar a inclusão social e a diversidade étnica e cultural na Unicamp. A instituição ofereceu aos candidatos 72 vagas e recebeu 610 inscrições. A prova abordou temas como preconceito e modernização dos povos indígenas e agradou aos candidatos. Realizado em fase única, este ano o exame teve redação e 50 questões de múltipla escolha, que abordaram Linguagens e Códigos (14 perguntas), Ciências da Natureza (12 perguntas), Matemática (12 questões) e Ciências Humanas (12 perguntas). No vestibular 2020 são oferecidas 96 vagas. O curso mais concorrido foi enfermagem. Veja a distribuição por número de inscritos: Enfermagem: 398 inscritos Farmácia: 165 Pedagogia: 103 Nutrição: 95 Administração: 88 Educação Física: 82 Ciências Biológicas: 55 Administração Pública: 49 Educação Física (noturno): 47 Engenharia Elétrica: 46 Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Em breve novidade aqui!!!

K2_LEAVE_YOUR_COMMENT

Usuário(s) Online

Temos 376 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree