Por problemas elétricos, campus de Campinas do Instituto Federal de SP suspende atividades

27 Fevereiro 2020

Aulas e a parte administrativa do instituto estão paralisadas. Laudo técnico deve sair até a próxima segunda-feira (2), informou diretor-geral. Comunicado do campus de Campinas do IFSP publicado
no site do instituto Reprodução/EPTV O campus de Campinas (SP) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) informou que todas as atividades estão suspensas a partir desta quinta-feira (27) por tempo indeterminado. Segundo comunicado divulgado pela diretoria, o prédio está com problemas de instabilidade no sistema elétrico. Veja nota na íntegra abaixo. O instituto alegou que os reparos, que começaram antes do carnaval, ainda não foram concluídos e que vai aguardar uma inspeção com laudo técnico para saber quais espaços poderão ser utilizados. O IFSP afirmou ainda que as aulas serão repostas e que na próxima semana se reunirá para esclarecer o que será feito. Por telefone, Eberval Oliveira Castro, diretor-geral do campus de Campinas, contou que houve instabilidade e queda de energia, o disjuntor desarma com frequência, a medição do sistema identificou fuga de corrente e, na semana passada, os funcionários relataram sentir cheiro de fios queimados. "Tudo isso preocupa a gente. Dependo de um laudo da equipe técnica indicando que o prédio está seguro para uso escolar, porque tudo pode acabar em algo pior, como incêndio, alguém eletrocutado. Acredito que esse laudo saia até segunda-feira e com os reparos a gente consegue liberar. A Diretoria de Infraestrutura e Expansão está tomando as providências", informou. No início de fevereiro, O Ministério da Educação (MEC) enviou um ofício às universidades e institutos federais de ensino vedando o aumento de despesas que não estejam previstos no orçamento de 2020. Segundo Castro, o instituto tem orçamento para a reforma que está sendo realizada e que os reparos não serão influenciados pelo contingenciamento de gastos solicitado pelo governo federal. O prédio recém-inaugurado no bairro Satélite Íris, na região do Campo Grande, custou aos cofres públicos cerca de R$ 16 milhões e atende cerca de mil alunos. Até dezembro de 2019, o campus de Campinas do IFSP funcionava nas dependências do CTI Renato Archer, na região dos Amarais. A mudança foi anunciada pelo Ministério da Educação (MEC) em novembro do ano passado. A transferência tinha o objetivo de conter despesas e usar de forma adequada o equipamento público, informava o comunicado do MEC. Campus de Campinas (SP) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) Leandro Melo/EPTV Suspensão e críticas Em suas redes sociais, o instituto havia publicado há uma semana a identificação dos problemas no fornecimento de energia e afirmou que o sistema de alimentação elétrica era provisório. Os reparos começaram na última quinta-feira (20) e as atividades foram suspensas também no dia seguinte, sexta (21), com a promessa de retorno após o feriado de carnaval. "Após o restabelecimento da ligação provisória, permanecerá a suspensão das atividades laboratoriais, estando apenas disponíveis as salas de aula até que a ligação elétrica definitiva seja realizada. Todos os esforços, junto à Reitoria, especificamente à Diretoria de Infraestrutura e Expansão, estão sendo realizados para que o problema seja sanado o mais brevemente possível", informou a nota. Sobre o sistema elétrico provisório, o diretor-geral do instituto informou que a ligação definitiva está na etapa final. "Hoje sobrecarrega muito a ligação, porque está programada para 80 amperes e a escola precisa de 500 amperes. Já fizeram duas inspeções, duas adequações, vai pra terceira inspeção e acredito que agora liberem a ligação definitiva. Acredito que em 10 dias está resolvido", informou. Com a publicação do novo comunicado de suspensão por tempo indeterminado, diversos alunos criticaram as instalações do instituto nas redes sociais. Os estudantes afirmaram que as mudança foi para o novo prédio foi realizada às pressas e de forma precipitada. Sobre as críticas dos estudantes, o G1 questionou o diretor, mas o campus de Campinas não quis se posicionar sobre o assunto. Veja nota na íntegra: Considerando os recentes episódios de instabilidade apresentados pelo sistema de alimentação elétrica provisória do câmpus Campinas e que os reparos necessários ainda não foram concluídos pela empresa responsável pela obra, a Direção do câmpus Campinas, juntamente a equipe de gestores da unidade, comunicam a suspensão das atividades administrativas e educacionais, por tempo indeterminado, até que seja feita inspeção com laudo técnico, indicando que os espaços podem ser utilizados. A medida visa garantir a segurança dos usuários e do patrimônio público. Ao longo da próxima semana serão realizadas reuniões para esclarecimentos à comunidade acadêmica e ao público em geral. O calendário de reposição de atividades será elaborado e divulgado após o retorno das atividades. Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree